Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net

Choperia Pinguim chega em Brasília

choperia-pinguim-foto-telmo-ximenes-1024x681

O empreendimento de 400 m² oferece 250 lugares, entre salão principal, e varandas interna e externa. O mezanino da loja será aberto, em breve, para eventos fechados e programados mediante reserva. O bar funcionará todos os dias da semana para almoço e jantar. Para isso, conta com 70 colaboradores que se dividem entre cozinha e atendimento no salão. São diversos pratos tradicionais, com porções típicas de bar, entradas, saladas, sanduíches, pizzas, grelhados especiais, tábuas de frios, menu para crianças e sobremesas diversas para agradar os mais variados paladares.
choperia-pinguim-foto-telmo-ximenes-4-1024x681
De segunda a sexta-feira, um bufê de saladas fica disponível no horário do almoço (das 11h às 17h), para acompanhar os pratos executivos ou tradicionais do menu (somando-se R$ 13 ao valor do pedido). Quem quiser degustar o bufê separadamente paga apenas R$ 26. Vale registrar que a cozinha não fecha em momento algum entre almoço e jantar, portanto, a qualquer hora os clientes chegarem ao estabelecimento, podem sempre encontrar excelentes opções de refeição. Uma charmosa lojinha com souvenirs variados oferece inusitadas opções de presentes para os amantes da bebida, e admiradores do simpático pinguim.

A casa matriz do Pinguim em Ribeirão Preto ocupa prédio que era vizinho à fábrica de cervejas da Antarctica. Desde então, um acordo entre a marca e o restaurante perpetuou-se numa longa e proveitosa parceria, na qual os estabelecimentos da marca Pinguim servem os produtos da Antarctica com exclusividade.

O chopp Antarctica, disponível em pouquíssimos lugares do país, é oferecido na casa brasiliense a R$ 7,20 a tulipa, nas versões de chopp claro e escuro, além de diversas outras formas que variam de acordo com a forma de “tirar o chopp”, em combinações do claro com o escuro – como o ferrugem, o pingado, o sexual e o shortinho, entre outros. A bebida também é oferecida na Caneca Pinguim por R$ 7,70. Cerveja sem álcool, é claro, faz parte das opções da casa para os clientes “amigos da vez”.

Em meados da década de 30, Ribeirão Preto, interior de São Paulo, diversificava suas atividades e já mostrava vigor após o crash da Bolsa de Nova York, em 1929, que tirava poder mas não o charme da capital do café. Um imponente prédio, o Edifício Diederichsen, um dos principais do interior do Brasil, estava sendo construído no coração da cidade. Antes da inauguração oficial deste marco arquitetônico de Ribeirão, em 1937, um misto de bar com choperia abria suas portas no térreo do edifício em acabamento, no dia 29 de agosto de 1936, sem grande alvoroço, bem na esquina das tradicionais ruas Gal. Osório com Álvares Cabral.

Nascia naquele momento o Pinguim, uma marca fadada a fazer sucesso e hoje associada em todo Brasil, e em muitos países, com a arte de se tirar e beber um bom chopp. Aos poucos, o Pinguim foi crescendo e tornando-se conhecido pela qualidade do líquido servido, pelo bom atendimento, por seus pratos especiais, por lendas e pelos personagens que o frequentam.

Administrado inicialmente por Clementino, conhecido como Alemão, já em 1943 a choperia passou para o comando do Sr. Nicolas de Miranda, que ficou cerca de 20 anos à frente da casa, passando para Albano Celini em 1964.

Desde o início, muitos mitos já cercavam o Pinguim, o novo ponto turístico da cidade, que recebia desde artistas e esportistas, a políticos e presidentes da República. A marca ampliou seus horizontes, passando a ser conhecida também no exterior, difundindo a famosa história do “chopeduto”, que ligava a casa até a cervejaria Antárctica, localizada a algumas quadras. Em 1977, nascia a primeira cria, O Pinguim II, localizado na esquina em frente, bem ao lado do majestoso Theatro Pedro II, no chamado Quarteirão Paulista.
choperia-pinguim-foto-telmo-ximenes-8-1024x681
No início de 1984, o Pinguim foi adquirido pelo grupo que o administra até os dias de hoje, com atuação em vários segmentos da área de alimentação, e adotou um modelo mais profissional de gestão. A casa firmou-se, também, como restaurante e consolidou sua fama como uma das choperias mais famosas do Brasil, bem como o grande embaixador de Ribeirão Preto para o país e o mudo. Na segunda metade dos anos 90, o Pinguim alçou voos e inaugurou, em 1997, sua unidade no Ribeirão Shopping e em 1999, a casa no Santa Úrsula Shopping, ambas em Ribeirão Preto.

As mudanças não param por aí. O Pinguim reformou sua antiga unidade II em 2001, dando a ela ares das décadas de 30 e 40, e implantando um espaçoso e diferenciado salão de eventos no primeiro andar do histórico Quarteirão Paulista. Incrementou em suas lojas de souvenir uma série de novos produtos. Agregando, assim, ainda mais valor à linha de produtos com a assinatura Pinguim. A marca também ganhou recentemente o “Pinguim Fest”, uma moderna e compacta infra estrutura móvel para eventos em casas, sítios, empresas e outros locais de comemoração.

Com mais de sete décadas de história, o Pinguim recebe em Ribeirão Preto, cerca de 1 milhão de clientes por ano e chega a vender neste período, aproximadamente 3 milhões de tulipas de chopp, números que cresceram com a inauguração de sua unidade em Belo Horizonte e, agora, em Brasília.

Telmo Ximenes

Serviço: Choperia Pinguim
Local:
Espaço Gourmet do Parkshopping
Telefone: (61) 3042.1070
Site: www.pinguimochopp.com.br
Horários de funcionamento:
11h à 1h da manhã
Preço médio por pessoa: R$60,00
Pagamento (cartões de crédito e de débitos aceitos) –
Todo, menos Visa Vale e Refeição
Acesso para deficientes –
Sim
Acesso wireless –
Do Shopping
Ar condicionado –
Sim
Estacionamento –
Do Shopping
Permite levar vinhos –
Não
Lugares/capacidade total –
250 lugares
Valet/manobrista –
Do Shopping
Vinho em taça –
Sim
Quantas opções do cardápio –
Mais de 300 itens entre alimentos e bebidas.

PUBLICIDADE

COMENTE

A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Portal Agita Brasília.