Pesquisar
Close this search box.

Ação retira lixo de casa de acumulador em Taguatinga

A família do antigo morador esteve presente e acompanhou toda a ação, autorizando a


A família do antigo morador esteve presente e acompanhou toda a ação, autorizando a retirada de materiais e acolhendo o idoso em nova moradia, junto aos familiares

A Vigilância Ambiental, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) realizaram, nessa semana, uma ação conjunta para retirar 40 metros cúbicos de lixo de uma casa em Taguatinga. Os entulhos foram retirados por três caminhões, além da vistoria para o combate ao Aedes aegypti.

A família do antigo morador esteve presente e acompanhou toda a ação, autorizando a retirada de materiais e acolhendo o idoso em nova moradia, junto aos familiares.

De acordo com o diretor de Vigilância Ambiental, Jadir Costa Filho, mesmo quando os casos de acumuladores não sejam encaminhados para retirada dos materiais, as equipes sempre fazem o devido tratamento na área, eliminando focos de mosquito ou outros animais peçonhentos, junto ao setor de Zoonoses.

“Como é um quadro sensível e delicado, precisa de uma ação conjunta. Normalmente envolve até questões de saúde mental, então além de estarmos sempre em contato com a administração da cidade e o setor de recolhimento de lixo, é importante ter a assistência social e também a família da pessoa envolvida”, explica Jadir.

Áreas mapeadas

As áreas são mapeadas pela Vigilância Ambiental, que direciona mais ações em locais com maior incidência de acúmulos de lixo. Em seguida, é feito o contato com outros departamentos. Outro caminho para esse tipo de ação é quando os outros órgãos acionam a Vigilância após terem feito os atendimentos.

De acordo com dados da pasta, de janeiro a novembro de 2023 foram realizadas 37 ações de retirada em casas de acumuladores em diversas regiões do Distrito Federal.

As inspeções são realizadas no dia a dia, onde um agente da Vigilância Ambiental vai em diversas residências. Denúncias ou chamamentos também podem ser feitos pela ouvidoria da saúde, disponível pelo site da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, ou diretamente em um dos 15 núcleos de Vigilância Ambiental espalhados pelo DF.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Agência Brasília



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.