Pesquisar
Close this search box.

Administradora regional é espancada pelo marido

Ele fez Lúcia de refém por cerca de seis horas e ameaçou cortar a


Ele fez Lúcia de refém por cerca de seis horas e ameaçou cortar a cabeça dela. A violência aconteceu dentro de casa, em Água Quente

Lúcia Gomes da Silva, administradora regional de Água Quente, foi espancada pelo marido, com quem está junto há 16 anos, com um pedaço de madeira no domingo (26). O agressor, Rossini Marian Pires Fragelli, de 44 anos, estaria sob efeito de cocaína quando começou a suspeitar, sem provas, de que a mulher teria um caso com um colega do casal.

De acordo com Lúcia, o marido fez uso de drogas na noite de sábado, e foi quando começou a suspeitar, sem provas, de que ela estava traindo ele com um colega do casal. Rossini então aumentou o volume de um aparelho de som, pegou uma ripa de madeira e avançou contra a esposa, que foi feita de refém dentro da própria casa por cerca de 6 horas.

A mulher convenceu Rossini a irem para a igreja nof inal do dia, e no meio do caminho, ela conseguiu encontrar uma polícia e denúnciar a violência.

O caso está sendo investigado pela 26ª Delegacia de Polícia, e já foi aceito o pedido de medida protetiva da vítima. O agressor deve ficar a pelo menos 300 metros de distância dela, e não pode fazer nenhum tipo de contato. Ele poderá ser julgado por injúria, ameaça, violência doméstica e cárcere privado.



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.