Pesquisar
Close this search box.

Atendimento pediátrico, dengue e oncologia são temas da 522ª reunião do Conselho de Saúde

Atendimento pediátrico na época da sazonalidade de doenças respiratórias, tendas de acolhimento a casos


Atendimento pediátrico na época da sazonalidade de doenças respiratórias, tendas de acolhimento a casos de dengue e serviços de oncologia da rede de Saúde foram pontos debatidos na 522ª reunião do Conselho de Saúde do Distrito Federal (CSDF). A secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, reforçou as medidas tomadas para otimizar e ampliar a assistência em todos os casos.

O encontro, que contou com a participação da secretária Lucilene Florêncio, tembém abordou temas como o absentismo entre os pacientes oncológicos, quando os usuários não comparecem aos agendamentos e às consultas | Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF

Em relação à pediatria, a gestora explicou que a pasta tem colocado em prática estratégias como a “rota rápida”, instalada, especialmente, na região Oeste – área que compreende Ceilândia, Brazlândia, Sol Nascente e Pôr-do-Sol. A medida estabele que crianças classificadas com fichas verde ou azul nos hospitais devem ser encaminhadas às unidades básicas de saúde (UBSs) de referência. As de ficha amarela, às policlínicas, e as que têm fichas vermelhas são atendidas no local. Além disso, a Secretaria de Saúde (SES-DF) elaborou um plano de enfrentamento de doenças respiratórias da infância para a capital federal.

“Esses espaços possuem todo o suporte para atenderem pessoas com sintomas da doença. Há lugares para assistência e hidratação”

Lucilene Florêncio, secretária de Saúde

Os avanços nas instalações das novas tendas de acolhimento a pacientes com dengue também foram destacadas durante a reunão. “Esses espaços possuem todo o suporte para atender pessoas com sintomas da doença. Há lugares para assistência e hidratação”, pontuou a secretária.

A população irá contar, no total, com a assistência de 20 tendas espalhadas pelo DF, em regiões como Vicente Pires, Varjão, Gama, Taguatinga, Guará, Plano Piloto, Paranoá, Planaltina, Águas Claras, Ceilândia e Samambaia. Além das nove já em funcionamento desde janeiro deste ano, mais novos 11 espaços estão em fase de montagem. Desses, três irão funcionar em regime de 24 horas.

Em adição, a SES-DF disponibiliza 60 UBSs com horário estendido, sendo dez abertas todos os dias, das 7h às 19h; 49 em funcionamento aos sábados, das 7h às 12h; e 11 de segunda a sexta-feira, até as 22h.

Oncologia

O encontro abarcou ainda pontos que envolvem os serviços de oncologia da rede pública. Como forma de enfrentar a fila de espera, por exemplo, a SES-DF realizou um esforço conjunto para atendimento de pacientes oncológicos.

Entre os obstáculos a serem analisados, contudo, está o absentismo, isto é, usuários que não comparecem aos agendamentos e às consultas. Por isso, estão em elaboração planos que incluem chamamento de cirurgiões oncológicos e análise dos motivos das ausências.

*Com informações da SES-DF



Fonte: Agencia Brasília

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.
Pesquisar
Close this search box.

BUSCAR

MENU