Pesquisar
Close this search box.

Banco de órgãos e tecidos do DF registra aumento de 11% no número de doadores

O acréscimo resultou em um salto de 311 para 336 transplantes realizados em 2023


O acréscimo resultou em um salto de 311 para 336 transplantes realizados em 2023 em comparação ao ano de 2022

O Banco de Órgãos e Tecidos da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) registrou em 2023 o aumento de 11% no número de doadores de córnea em relação ao ano anterior. O acréscimo resultou em um salto de 311 para 336 transplantes realizados em comparação a 2022.

Mais conhecido como Banco de Olhos, os resultados positivos da instituição refletem o trabalho contínuo de busca de doadores, captação, preservação, avaliação e liberação das córneas doadas. A conscientização dos cidadãos também é um fator importante.

“Sem esse serviço, o transplante de córnea não aconteceria no DF. Também, o aumento do número de transplantes depende do aumento de doadores, que podem ser por morte encefálica ou coração parado. Por isso, a importância de sermos doadores”, afirma a diretora da Central Estadual de Transplantes da SES-DF, Gabriella Christmann.

As parcerias firmadas com o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) da SES-DF, o Centro Integrado de Operações de Brasília (CIOB) e o Instituto Médico Legal (IML) auxiliaram no aumento das doações. “Além disso, algumas unidades hospitalares também foram mais atuantes nas notificações de óbitos”, afirma a diretora.

Duas décadas de serviço

Além dos resultados positivos alcançados em 2023, o Banco de Órgãos e Tecidos tem mais um motivo para comemorar. No próximo dia 27 de janeiro, a instituição completa 20 anos de serviços prestados à saúde pública do DF.

O banco é responsável pela procura de possíveis doadores para a realização de transplante de córnea em pessoas com cegueira tratável. O processo de doação começa com uma entrevista com os familiares, por meio da qual é explicado o processo e é obtida a autorização por escrito.

A doação de córnea somente é possível após o falecimento, ou seja, não pode ser doada em vida, e pode ser captada em até 12 horas após a parada cardíaca. Um doador pode beneficiar até duas pessoas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Familiares e demais profissionais que assistem ao paciente também podem manifestar interesse notificando o Banco de Olhos, que funciona 24 horas. Para isso, é preciso entrar em contato pelos telefones (61) 3550-8869, (61) 99556-9117 (também WhatsApp) e e-mail: [email protected].

Saiba mais sobre o transplante de órgãos no DF.



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.