Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net

Bancos de leite do Distrito Federal precisam da ajuda de mães saudáveis

Os bancos de leite do Distrito Federal precisam da ajuda de mães saudáveis, que estejam amamentando, para reforçar os estoques de leite materno. Dados oficiais revelam que a quantidade do alimento arre13490935218297[1]cadada foi menor em 2016. Até o início deste mês, foram coletados 14.743 litros, enquanto no mesmo período do ano passado foram 14.961, ou seja, 218 litros a menos. O número de doadoras também passou de 5.342 para 5.021.

A coordenadora dos Bancos de Leite da Secretaria de Saúde, Miriam Santos, explica que o leite é destinado às crianças que estão internadas nas unidades neonatais do Distrito Federal e não podem ser amamentados por suas mães. Neste ano, 8.228 bebês foram beneficiados e, em 2015, 8.856. Por isso, a médica reforça que, principalmente nesta época, em que os estoques tendem a cair, é preciso chamar a atenção das mães doadoras para contribuir.

“No final do ano sempre há queda, porque muitas doadoras viajam, recebem pessoas em suas casas e aquelas que tem outros filhos, em razão das férias escolares, acabam ficando sem tempo para contribuir. O importante é valorizar a doação como um ato que pode salvar vidas. Um pote pode alimentar até 10 bebês”, observou.

Apesar da queda na coleta, a coordenadora esclareceu que foi possível atender toda a demanda, já que houve maior aproveitamento do leite materno recolhido. “Conseguimos maior envolvimento com as doadoras para tirar dúvidas e, com isso, orientar sobre como coletar o leite para manter a qualidade”, disse.

COMO DOAR – Toda mãe saudável que estiver amamentando e com excesso de leite pode colaborar. Basta ligar para o telefone 160, opção 4, e agendar para que o Corpo de Bombeiros Militar busque o alimento. Outra opção criada pela Secretaria de Saúde é acessar o site do Amamenta Brasília para fazer o cadastro de doadora.

PUBLICIDADE

COMENTE

A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Portal Agita Brasília.