Pesquisar
Close this search box.

Brasilienses depositam ‘fezinha’ na Mega da Virada

Apostadores têm até às 17 horas do dia 31 de dezembro para fazerem seus


Apostadores têm até às 17 horas do dia 31 de dezembro para fazerem seus jogos e concorrerem ao prêmio de R$ 570 milhões

O fim de ano está chegando, e para iniciar 2024 com pé direito, chegou a hora de fazer aquela ‘fezinha’ na Mega da Virada. Afinal, o novo milionário pode levar, sozinho, R$ 570 milhões – maior prêmio da história do sorteio. Os apostadores têm até às 17 horas do dia 31 de dezembro para fazer o jogo em uma das Casas Lotéricas, no portal ou no aplicativo Loterias Caixa. Os clientes da Caixa Econômica Federal também conseguem apostar pelo Internet Banking.

O sorteio da Mega da Virada acontece ainda no dia 31 de dezembro, em um estúdio de televisão aberta, e é transmitido por diversas emissoras a partir das 20h. Como todos os anos, o valor do prêmio não acumula, ou seja, caso não haja ganhadores na faixa principal, com acerto de seis números, o dinheiro será dividido entre os vencedores da segunda faixa, com cinco acertos, e assim por diante até sair um ganhador.

Para quem desejar apostar, o valor dos palpites variam. Um jogo simples da Mega da Virada, marcando seis dezenas das 60 disponíveis no volante, custa R$ 5,00. Mas para aumentar as chances de ficar milionário, os apostadores podem marcar mais números, sendo 20 o limite. O valor das apostas muda de acordo com o total de números que estão sendo apostados. Uma pessoa pode chegar a pagar R$ 193,8 mil em um jogo com 20 dezenas.

Uma dica para quem ainda não fez o seu jogo: Segundo a Caixa, os números que mais saíram na Mega da Virada desde a sua primeira edição em 2009, foram:

  • 10 (cinco vezes);
  • 05 (quatro vezes);
  • 03, 20, 33, 34, 36 e 58 (três vezes) e
  • 02, 04, 11, 12, 17, 18, 22, 32, 35, 37, 38, 40, 41, 42, 46, 51, 53 e 56 (duas vezes).

Cidades sorteadas

Brasília é considerada pé quente quando o assunto é Mega da Virada. Não à toa, a capital do país está em segundo lugar no ranking das cidades mais sorteadas da história do prêmio. Em primeiro da lista aparece São Paulo (SP). Outras cidades com ganhadores são: Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Euclides da Cunha (BA), Belém (PA), Carmo do Cajuru (MG), Curitiba (PR), Guarulhos (SP), Salvador (BA) e Vitória (ES).

Os anos de sorte dos brasilienses foram: 2009; 2011; 2014; 2018 (com quatro apostas premiadas) e 2020. O valor do prêmio foi crescendo ao longo de cada edição. Em 2009, os dois ganhadores levaram juntos R$ 144,9 milhões. Em 2011, o valor chegou nos R$ 177,6 milhões. Já em 2014, saltou para R$ 263, 2 milhões. Enquanto isso, 2018, o ano com mais ganhadores da história, 52, o valor do prêmio ficou na faixa de R$ 302,5 milhões. Em 2020, o prêmio foi de R$ 325,2 milhões.

Com o que sonham os apostadores?

O aposentado do Corpo de Bombeiros Militar Cleontiago Barbosa deixou garantido o seu jogo da Mega da Virada na Casa Lotérica de Santa Maria-DF. “Com o dinheiro, pretendo viajar e muito com a família. Quero conhecer o mundo todo e ajudar financeiramente meus parentes. Para sorteio eu sou meio pé frio, tenho que correr atrás, mas vai que esse ano eu ganho”, declarou.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A maioria dos sonhos dos brasileiros são parecidos: viajar, comprar uma casa e ajudar a família. Mas é muito dinheiro para uma coisa só, como comentou ao Jornal de Brasília o brasiliense Sérgio Luiz. “O meu objetivo é ganhar e ajudar as pessoas, não penso em ganhar e ficar com um dinheirão desse só para mim. Temos que ajudar as pessoas. Quero também comprar uma casa, um terreno, uma chácara e viajar”.

Com dupla sorte, o rodoviário Eduardo Araújo planeja participar de dois bolões, sendo um em família e outro com colegas da academia. “Eu jogo todos os anos, mas somente na Mega da Virada. A minha motivação é igual a da maioria, ficar milionário e sair do sufoco dessa vida de assalariado”.

Eduardo acredita que não tem muita sorte, mas sabe que Brasília é pé quente: “Não sou sortudo, mas acredito em Deus, e se for da vontade de Deus, o seu filho está pronto para ser o mais novo milionário de Brasília. Já tenho até planos. A princípio, vou tirar umas boas férias, viajar para praia ou para o exterior. Pretendo visitar cidades turísticas em outros países para, assim, colocar a cabeça no lugar e pensar no que realmente fazer com o dinheiro. Planejo dar uma melhor condição de vida para a minha família”.

Já o pedreiro Flávio Fonte não perdeu tempo e já fez o seu jogo. “Eu jogo mais na Mega da Virada porque as chances são maiores, e não tem jeito de acumular. A primeira coisa que vou fazer é comprar uma casa, porque eu moro de aluguel. Vou ajudar também os familiares que precisam. A gente sempre tem fé que vai dar certo, não tenho muita sorte, mas esse ano vem. Eu estou sentindo que vem!”


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.