Pesquisar
Close this search box.

Castelinho do Parque da Cidade é reaberto à população

Local passou por reformas estruturais para garantir a segurança dos frequentadores; trabalhos incluíram a


Local passou por reformas estruturais para garantir a segurança dos frequentadores; trabalhos incluíram a remoção de brinquedos danificados, a recuperação das estruturas e nova pintura

Considerado um dos ícones do Parque da Cidade Sarah Kubitschek, o Castelinho foi reaberto na manhã deste sábado (25), após a conclusão de uma série de reformas realizadas pela Secretaria de Esporte e Lazer.

Com investimento de R$ 600 mil, as obras tiveram início em julho deste ano. O secretário de Esporte e Lazer, Julio Cesar Ribeiro, explica que a maior preocupação da pasta era a de garantir que as crianças e famílias pudessem frequentar o brinquedo com maior segurança. “Além de transformar o local, dando um ar de leveza e alegria com todas essas novas cores, também tivemos a responsabilidade de pensar na segurança de quem frequenta o Castelinho. Tivemos a preocupação de entregar um equipamento público, símbolo de afetividade brasiliense, totalmente em condições de uso”, declara.

O início das intervenções ficou marcado pela remoção de brinquedos danificados que não haviam possibilidade de serem recuperados. A reforma contemplou a recuperação das estruturas da ferragem, nova pintura, readequações do escorregador, da rampa e do guarda-corpo, de acordo com as normas técnicas atuais, para garantir a segurança das crianças e de todos os usuários.

O espaço receberá ainda uma iluminação nova, com a instalação de três postes de energia elétrica. Também foram realizadas as podas das árvores que ficam ao redor do brinquedo. O equipamento recebeu a reforma do piso, que também foi pintado.

Com informações da Agência Brasília



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.