Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net

CLDF promove audiência pública na Estrutural nesta segunda-feira (31)

image_galleryA Câmara Legislativa do Distrito Federal promove nesta segunda-feira (31) audiência pública para discutir as condições ambientais e o risco eminente de explosão de gases oriundos do lixão em vivem famílias da Quadra 12 da Cidade Estrutural. A reunião, que ocorre desde as 10h na quadra central 03 área especial 04 da Estrutural é de iniciativa do deputado distrital Wasny de Roure (PT).

O parlamentar observa que é forte a presença de gás metano e chorume no subsolo dessa região, o que pode levar à contaminação e até mesmo explosões. “É preciso pensar no que fazer para solucionar esse problema, nas pessoas que moram no local”.

Segundo Wasny de Roure, a Escola Classe nº 1 da Estrutural já foi inclusive interditada pela Defesa Civil do Distrito Federal. “O centro de ensino apresentava gases com um odor desagradável e alunos, professores e funcionários da escola reclamaram”, lembra. A Defesa Civil na época alegou que além do mal-estar provocado pelo mau cheiro, o local corria risco de explosão proveniente da construção sobre um lixão.

Regularização – Além da problemática ambiental os moradores da quadra 12 continuam sem previsão de regularização. A administração local criou recentemente um grupo de trabalho para que a avaliação das áreas ocupadas na cidade e, em especial, a quadra 12 e o Setor Santa Luzia. “Em 2012 foi feito um debate com os moradores já com intenção de discutir um plano conjunto de urbanização. Na época a população já era estimada em três mil pessoas”, lembra Wasny de Roure.

O deputado defende o debate com a população quanto o planejamento do local. “Visto que se trata de duas áreas de risco, carentes de segurança, equipamentos públicos e de infraestrutura”, completa o parlamentar.

Luana Pontes (estagiária) – Coordenadoria de Comunicação Social

PUBLICIDADE

COMENTE

A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Portal Agita Brasília.