Pesquisar
Close this search box.

Com investimento de R$ 4,8 milhões, meios-fios são recuperados no DF

Para dinamizar o trabalho, o DF foi dividido em seis lotes, cada um com


Para dinamizar o trabalho, o DF foi dividido em seis lotes, cada um com três a oito cidades, levando-se em consideração a proximidade entre elas e o porte

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) publicou, nesta terça-feira (21), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), os estratos de contratações de empresas de engenharia para manutenção de meios-fios em todo o DF. Os serviços envolvem remoção, implantação e readequação dessas estruturas nas regiões administrativas.

Prevista inicialmente para custar até cerca de R$ 9,6 milhões, o valor final do serviço ficou próximo da metade, na casa dos R$ 4,8 milhões. “Tão importante quanto a economia, é a qualidade do serviço a ser executado”, destaca o presidente da Novacap, Fernando Leite. “Os meios-fios que estavam com problemas vão ser trocados e, em alguns lugares, recolocados”, explica o gestor.

Para dinamizar o trabalho, o DF foi dividido em seis lotes, cada um com três a oito cidades, levando-se em consideração a proximidade entre elas e o porte.

Os contratos têm como objetivo atender demandas apresentadas pelas regiões administrativas e pela comunidade local. O serviço, a partir de agora, fica a critério das prioridades em cada um desses lotes.

Importância do serviço

A substituição dos meios-fios garante que a água das chuvas tenha o escoamento certo e evita que demais situações imprevistas venham a ocorrer durante o período de chuva. Vale destacar que essas estruturas compõem a infraestrutura de calçadas e vias, capazes de garantir a segurança de pedestres, ciclistas e veículos.

*Com informações da Agência Brasília


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.