Pesquisar
Close this search box.

Corpo de Bombeiros do DF leva especialistas para combater incêndios no Pantanal sul-mato-grossense

Nesta quarta-feira (26), um comboio composto por 40 militares do Corpo de Bombeiros Militar


Nesta quarta-feira (26), um comboio composto por 40 militares do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) e da Força Nacional deixou a capital federal com destino à cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, para auxiliar no combate aos incêndios florestais que devastam o Pantanal. Para a missão, foram deslocadas 15 viaturas e um caminhão com materiais de apoio para a equipe.

O comboio partiu do Batalhão Escola de Pronto Emprego (Bepe) da Força Nacional, localizado no Gama, por volta das 7h15, com uma previsão de viagem de um dia e meio até a cidade sul-mato-grossense. A estimativa é que a equipe permaneça na região por 30 dias, com possibilidade de prorrogação por mais 90 dias, caso necessário.

A missão dos bombeiros do DF no Pantanal tem duração prevista de 30 dias, podendo chegar a 90 | Fotos: Matheus H. Souza/ Agência Brasília

Do total de militares escalados, 30 são servidores do CBMDF e possuem amplo domínio dos conhecimentos e técnicas necessárias para combater incêndios florestais de grandes proporções.

“Temos um curso de especialização que dura oito semanas e aborda os diversos biomas no território brasileiro. O Distrito Federal tem experiências em missões desse tipo, enviando militares para ajudar em queimadas há muitos anos”, explica o comandante do Grupamento de Proteção Ambiental (Gpram) do CBMDF, tenente-coronel Daniel Saraiva.

Situação de emergência

A mobilização de socorro ao estado ocorre após o governo do Mato Grosso do Sul declarar, na segunda-feira (24), situação de emergência em função do avanço das chamas no Pantanal, que já consumiram 600 mil hectares do bioma este ano.

Com o lema Vidas alheias e riquezas salvar, o CBMDF atua em diversas outras missões no Brasil

“Os nossos coirmãos do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul já estão neste combate há meses. Então, quando a Secretaria Nacional de Segurança Pública, juntamente com a Força Nacional, conversou conosco [sobre a missão], o governador Ibaneis Rocha de pronto atendeu a demanda. A nossa maior preocupação é com a vida. E quando falamos de vida, falamos da natureza e dos animais que estão sendo acometidos pelo fogo”, afirma o comandante-geral do CBMDF, Sandro Gomes.

Com o lema “Vidas alheias e riquezas salvar”, o CBMDF atua em diversas outras missões no Brasil, inclusive no próprio Pantanal. Atualmente, há uma equipe de 20 militares especializados em combate a incêndios participando da operação Tamoiotatá, no Amazonas. A ação ocorre em conjunto com a Força Nacional e visa ao planejamento, instrução e combate aos incêndios florestais na região amazônica.

Em maio deste ano, a corporação mandou uma equipe de militares para missão humanitária no Rio Grande do Sul, com atuação em diversas frentes em prevenção, busca, salvamento e resgate de vítimas em decorrência das catástrofes climáticas que assolaram o estado.



Fonte: Agencia Brasília

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.
Pesquisar
Close this search box.

BUSCAR

MENU