Pesquisar
Close this search box.

Crianças do projeto Golfinho recebem presentes de Natal

Todos os anos, os alunos escrevem cartas com os itens que gostariam de ganhar.


Todos os anos, os alunos escrevem cartas com os itens que gostariam de ganhar. Os pedidos ficam disponíveis para retirada pelos empregados e colaboradores da Caesb

As crianças e adolescentes do projeto Golfinho visitaram, nos últimos três dias, os funcionários e colaboradores da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb). Nos encontros, os pequenos receberam presentes do Natal Solidário, como cestas básicas, material escolar, brinquedos e roupas.

Todos os anos, os alunos do projeto Golfinho escrevem cartas com os itens que gostariam de ganhar. Os pedidos ficam disponíveis para retirada pelos empregados e colaboradores em diversos locais da Caesb. Ansiosamente esperada, a entrega dos presentes é sempre celebrada com alegria.

Respectivamente tia e sobrinha, Emanuelle Moraes e Evelynn Moraes têm 12 anos e são estudantes do núcleo do Golfinho em Ceilândia. Emanuelle relata que gosta muito de ir ao projeto. “Adoro as aulas de Educação Física, mas o que mais gosto são os professores”, elogia Emanuelle. Evelynn reforça: “Venho aqui agradecer, de coração, ao projeto. Amo isso aqui”.

Mãe de Maria Eduarda, 10, e Maria Luiza 7, Valdilane Alves de Souza também comemorou: “As meninas estão vibrando com o que ganharam. A Maria Eduarda é hipervaidosa e está muito feliz com a maletinha de maquiagem dela. A Maria Luiza amou o kit miçangas e diz que vai fazer muitas pulseiras. Sou muito grata pela cesta básica que minha família ganhou. Peço ao papai do céu que abençoe a todos”.

O presidente da Caesb, Luís Antônio Reis, ressalta que a campanha natalina do Golfinho é sempre um momento de muita expectativa para as crianças e adolescentes atendidos pelo projeto: “A Caesb se sente honrada em ajudar na construção da cidadania de crianças e adolescentes que são vítimas de violência doméstica, trabalho infantil, desestruturação familiar e outros problemas”.

A iniciativa

O projeto Golfinho foi criado há 22 anos na Caesb para atender crianças e adolescentes, de 6 a 14 anos, em situação de vulnerabilidade social matriculados em escolas da rede pública de ensino do DF. As escolas parceiras fazem a seleção e encaminhamento. Os beneficiários são originários de famílias de baixa renda e residentes nas cidades de Ceilândia, Sol Nascente e Itapoã. A admissão no projeto ocorre entre os 6 e 10 anos de idade.

O Golfinho oferece atividades esportivas para o desenvolvimento da psicomotricidade, além de reforçar as noções de educação ambiental. Todas as ações visam ao fortalecimento da integração e autonomia social, com a disseminação de valores éticos e construção da cidadania.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com funcionamento contínuo de janeiro a dezembro, os serviços essenciais à operacionalização – acompanhamento profissional, alimentação, transporte, material pedagógico e esportivo – são contratados pela Caesb por meio de licitação pública, sem qualquer tipo de patrocínio externo ou convênio oneroso para a companhia.

Atualmente, o projeto Golfinho atende 314 crianças e adolescentes no Núcleo de Ceilândia e Itapoã. Os alunos frequentam as aulas duas vezes por semana no turno contrário ao da escola. Os participantes, que contam com transporte escolar gratuito, também recebem lanche e um kit de uniforme (camiseta, short, calça, touca, sunga ou maiô, toalha e bolsa).

As informações são da Agência Brasília


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.