Cultura e esporte com grandes obras e reformas nos próximos anos

A cultura, o esporte e o lazer no Distrito Federal vão receber grandes investimentos nos próximos anos. Só de reformas, o governo local prevê a entrega do Teatro Nacional, da Praça dos Três Poderes, da Piscina com Ondas e de novos campos sintéticos, quadras de areia e até de um skate park.

O Teatro Nacional é a prioridade número um da Cultura: reforma começará pela Sala Martins Pena, no valor de R$ 54 milhões | Foto: Arquivo Agência Brasília

As ações foram confirmadas pelos secretários de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, e de Esporte e Lazer, Giselle Ferreira, durante os trabalhos de planejamento de governo no Centro Internacional de Convenções do Brasil na sexta-feira (18).

“Vamos dar muita ênfase à periferia do DF, que hoje é um aglomerado urbano, o terceiro mais expressivo do país. Precisamos atender comunidades que não têm acesso à ajuda do governo, do dinheiro público. O FAC é para todos”
Bartolomeu Rodrigues, secretário de Cultura e Economia Criativa

O Teatro Nacional é a prioridade número um da Cultura. Após anos de imbróglio jurídico, o projeto andou, tem empresa vencedora e a reforma começará pela Sala Martins Pena, no valor de R$ 54 milhões. Além disso, o governo já trabalha para reformar a Sala Villa-Lobos em parceria com o Banco de Brasília (BRB).

“Vamos começar pela Sala Martins Pena, que é uma sala importantíssima do teatro e, com fé em Deus, nós vamos ter neste segundo mandato as obras do teatro concluídas e ele de volta ao cenário nacional”, comenta o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues. “A próxima obra que vem aí é a Praça dos Três Poderes. É determinação também do governador Ibaneis Rocha recuperarmos a praça”, adianta.

O secretário Bartolomeu Rodrigues afirma que a Secretaria de Cultura vai “dar muita ênfase à periferia do DF, que hoje é um aglomerado urbano, o terceiro mais expressivo do país” | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

O investimento na economia criativa, potencializando a moda, o design e a gastronomia, também será tratado com carinho pela pasta. Outra missão para os próximos anos é dar continuidade à descentralização dos recursos do Fundo de Apoio à Cultura (FAC).

“Vamos dar muita ênfase à periferia do DF, que hoje é um aglomerado urbano, o terceiro mais expressivo do país. Precisamos atender comunidades que não têm acesso à ajuda do governo, do dinheiro público. O FAC é para todos”, acrescenta Bartolomeu Rodrigues, lembrando que, quando a atual gestão assumiu, havia três mil artistas cadastrados e hoje esse número está próximo de nove mil.

Segundo o secretário de Cultura, é determinação do governador Ibaneis Rocha a recuperação da Praça dos Três Poderes | Foto: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília

Esporte

Grandes obras também vão atender a Secretaria de Esporte e Lazer, que, assim, poderá ampliar o seu caráter de transformação social.

A obra da Piscina com Ondas está sendo analisada pelo Tribunal de Contas e aguarda liberação para ser licitada | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Nos centros olímpicos, por exemplo, quatro piscinas já foram reformadas e outras oito estão em processo. Há também a previsão de construção de um centro no Paranoá, que aguarda a liberação de recursos da Caixa Econômica Federal para ser licitada.

A secretária de Esporte e Lazer, Giselle Ferreira, destaca os cinco eixos de atuação da pasta: “Esporte e transformação social; esporte e obras de resgate social; nossos estádios que amamos, que reformaremos; investimento no atleta; e grandes eventos esportivos” | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Os campos sintéticos e quadras de areia também vão ganhar atenção e novos endereços no segundo governo de Ibaneis Rocha. “Já entregamos mais de dez novos campos sintéticos, reformamos mais de 40 e temos em licitação mais 29 campos. Entregamos 20 quadras de areia e vamos construir mais”, detalha a secretária de Esporte e Lazer, Giselle Ferreira.

A aguardada obra da Piscina com Ondas está sendo analisada pelo Tribunal de Contas e aguarda liberação para ser licitada. A construção de um skate park no Parque da Cidade também é aguardada para o próximo ano.

Leia também

 

 

“Nós dividimos a atuação em cinco eixos: esporte e a transformação social; esporte e obras de resgate social; nossos estádios que amamos, que reformaremos; investimento no atleta; e grandes eventos esportivos. Esses são os nossos cinco eixos”, explica Gisele Ferreira.

Ainda está prevista a criação do programa Areninha DF, no qual alunos da rede pública terão aulas de futebol nos campos sintéticos e também reforço escolar. Outros projetos de bolsa para atletas e entrega de uniformes e chuteiras serão mantidos.

 

Generated by Feedzy