Pesquisar
Close this search box.

Escritora homenageada na Feira do Livro conversa com crianças sobre racismo

Interação com visitantes do evento aconteceu neste sábado (25), no estande da Secretaria de


Interação com visitantes do evento aconteceu neste sábado (25), no estande da Secretaria de Relações Internacionais do DF da Felib, que é realizada na Biblioteca Nacional de Brasília

A garotada que visitou a 37ª Feira do Livro de Brasília (Felib) na manhã deste sábado (25) teve a oportunidade de ouvir, ver, e tirar fotos com Kiusan de Oliveira, uma das homenageadas do evento deste ano. O estande da Secretaria de Relações Internacionais (Serinter) promoveu um encontro entre os frequentadores da feira e a escritora, pedagoga, mestre e doutora em psicologia e chamou a atenção de quem visitou o local.

Kiusan abordou os temas racismo e preconceito racial, presente em suas obras. Escritura premiada da literatura negro-brasileira, a ativista conversou e respondeu perguntas das crianças e jovens por mais de duas horas. “É fundamental o encontro das crianças com autoras e autores e, principalmente, com autores negros, porque não é um lugar que as pessoas costumam nos ver. Isso mostra para as crianças negras que é possível”, destacou Kiusan.

A Serinter está com um estande montado e tem programação para todos os dias da feira – que começou nesta sexta-feira (24) e vai até o dia 3 de dezembro. Para esses dias, está oferecendo diversas atividades em parceria com 30 embaixadas de vários países do mundo, para que compartilhem com os visitantes a arte e a cultura desses países. São palestras, rodas de conversa, exposições, apresentações de dança, entre outras manifestações artísticas dos mais diversos países.

“Estamos levando um pouco da cultura desses países para todos. É fundamental que a população do Distrito Federal possa ter acesso a essa cultura porque a maioria das pessoas talvez não tenha a oportunidade de conhecer esses países pessoalmente. Então, é uma forma de oferecer essa ‘viagem’ a todos”, disse o secretário de Relações Internacionais, Paco Britto.

Além da programação internacional que a Serinter oferece na Felib, o estande foi aberto, também, para que escritores e escritoras possam participar de conversas e debates com os visitantes. “Para começar, não poderia ser diferente, e trouxemos a Kiusan de Oliveira, uma profissional conhecida, nacional e internacionalmente, pela força e representatividade de suas obras, com histórias que trazem uma abordagem extraordinária de questões étnico-raciais e diversidade de gênero, que é homenageada da feira e que tivemos a sorte de tê-la aqui, pessoalmente em Brasília”, completou Paco Britto.

Além de falar sobre seus livros, Kiusan respondeu muitas perguntas das crianças durante sua passagem pelo estande. “Quem está de fora pode valorizar pouco isso, mas a representatividade é tudo na formação das crianças. Então, as mensagens que devo passar são sempre positivas, que sim, o racismo existe e as perversidades dele, mas mostrar possibilidade de caminho, e é o que tenho feito”, afirmou a escritora.

“Quando a criança vê uma escritora negra ela fala: ‘Você é escritora? Da minha cor? Existe?’ E você amplia horizontes. Eu trago informações importantes porque elas conhecem muito bem esse tema, elas vivenciam isso. E elas querem soluções. Falar de forma objetiva e clara de como é possível sair dessas situações quando elas a vivenciam”, finalizou Kiusan.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Feira do Livro acontece na Biblioteca Nacional de Brasília, todos os dias, com entrada gratuita. A Serinter levará, nos próximos dias, as embaixadas da Malásia, Grécia, Síria, Áustria, Iraque, Líbano, Síria, Arábia saudita, Iêmen, Jordânia, Sérvia, Paraguai, Índia, Barbados, Angola, Suécia, Cuba, Belarus, México e Colômbia. Na tarde deste sábado, países da América Central – Costa Rica, El Salvador, Guatemala, República Dominicana, Honduras e Nicarágua – estarão no estande, oferecendo leituras de obras de escritores e escritoras de seus países.

Com informações da Agência Brasília



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.