Pesquisar
Close this search box.

Estoque em estado crítico e Feira Natalina no Hemocentro

Com uma necessidade de 180 doações diárias, o Hemocentro de Brasília busca maneiras de


Com uma necessidade de 180 doações diárias, o Hemocentro de Brasília busca maneiras de atrair mais voluntários

Por Lúrya Rocha
[email protected]

A Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) promove, de 8h até 14h desta sexta-feira (8), a Feira Natalina do Clube de Descontos para atrair doadores de sangue. O estoque de sangue do tipo AB- está em estado crítico e outros estão em baixa, é o caso do tipo A-, B- e O-. Com o evento, doadores, pacientes e servidores terão descontos especiais em diversos produtos dos ramos da moda, beleza, utilidades, fitness e educação.

A FHB é responsável por abastecer toda a rede pública de saúde do Distrito Federal, além de instituições conveniadas, como o Hospital da Criança e o Hospital das Forças Armadas. A necessidade de doação abrange todos os tipos sanguíneos, mas, desde ontem (7), a prioridade é para os tipos AB-, em nível crítico, e A-, B- e O-, com níveis baixos. “Além daqueles que precisam de transfusões regulares, como as pessoas com doenças do sangue e os pacientes oncológicos, há ainda demanda para diversos tipos de cirurgias e para atendimentos de emergência”, destaca Kelly Barbi, gerente da Captação de Doadores da FHB. Por conta da alta demanda, surgiu a ideia da promoção da Feira Natalina da FHB, uma iniciativa da Secretaria de Qualidade de Vida e do Programa Clube de Descontos do Servidor. Mais de 30 empreendimentos variados estarão disponíveis para quem quiser aproveitar. A feira acontece no Foyer do Auditório do Hemocentro, localizado no bloco B da instituição.

Até o início do mês de novembro, o Hemocentro chegou a operar com apenas 50% do estoque estratégico, isso gerou um grave risco de desabastecimento. O valor foi o menor registrado nos últimos cinco anos. Porém, com o apoio dos veículos de comunicação do Distrito Federal e divulgação de matérias sobre a campanha de incentivo à doação, houve uma grande mobilização dos doadores voluntários de sangue e o estoque foi recuperado com a ajuda de 6.553 candidatos. Foi o melhor resultado do mês de novembro desde 2015 e o melhor mês do ano, até agora. A esperança é que dezembro traga estatísticas ainda maiores, mas o cenário atual está preocupando servidores e pacientes. Para atender as demandas, é preciso ao menos 180 doações diárias, uma vez que é preciso levar em consideração que alguns hemocomponentes (as partes do sangue que são recebidas pelos pacientes) tem validade limitada e curta, como é o caso das plaquetas, muito usadas em tratamentos contra cânceres, que tem duração de apenas cinco dias.

Desde o registro no local até o lanche pós-doação, o tempo gasto é de 90 minutos, em média. Como resultado, a doação pode salvar até quatro vidas. Para além da atitude honrosa, os doadores têm direito a isenção na taxa de inscrição de concursos públicos da administração direta, autárquica e fundacional do Distrito Federal. A Lei 4.949/2012 estabelece que, para receber a isenção, é necessário comprovar, no mínimo, três doações de sangue, em instituição pública de saúde, em um intervalo mínimo de 12 meses antes da inscrição. Atendendo a esses requisitos, o doador pode solicitar o comprovante de doações realizadas no FHB, basta comparecer à recepção do local com um documento de identidade com foto. Nesse caso, não é necessário agendamento.

Para doar, são estipuladas algumas condições e restrições para garantir a segurança do doador e do receptor. São elas: Ter entre 16 e 69 anos de idade, estar saudável, pesar mais de 51 quilos e ter IMC maior ou igual a 18,5 e apresentar documento de identificação oficial com foto. A instituição reforça que idosos devem ter realizado pelo menos uma doação de sangue antes dos 61 anos e menores de 18 anos devem apresentar o formulário de autorização disponível no site (fhb.df.gov.br) e cópia do documento de identidade com foto do pai, mãe ou tutor/guardião. Outras medidas de segurança também são recomendadas, como dormir ao menos seis horas, com qualidade, na noite anterior a doação, não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação, não fumar duas horas antes da doação, não fazer jejum, é importante estar bem alimentado para doar, assim como beber bastante água desde o dia anterior, aguardar duas horas após ter feito alguma refeição e, por fim, evitar alimentos gordurosos, como açaí, abacate, leite e derivados (queijo, iogurte, manteiga…), massas, frituras, ovos, maionese, sorvete, chocolate, entre outros. O uso de alguns medicamentos podem impedir a doação, a lista de impedimentos pode ser acessada no site da FHB. Caso o doador receba diagnóstico de alguma doença, ou tenha sintomas de infecção (como febre e diarreia), nos 14 dias seguintes à doação, o Hemocentro pede que seja informado.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mulheres podem doar até três vezes no período de um ano, com intervalo mínimo de 90 dias entre as doações. Já homens podem doar até quatro vezes em um ano, com intervalo mínimo de 60 dias entre as doações. O agendamento individual da doação de sangue ou o atendimento para se cadastrar como doador de medula óssea deve ser feita pelo Agenda DF (agenda.df.gov.br) ou pelos telefones 160 (opção 2), o candidato também pode tentar encaixe de acordo com a disponibilidade de vagas ociosas no dia. Em casos de doação em grupo, com 10 a 15 pessoas, o Hemocentro disponibiliza transporte gratuito para fazer o trajeto de ida e volta entre a fundação e qualquer ponto do DF. Esses agendamentos devem ser feitos pelo telefone (61) 3327-4413 ou pelo WhatsApp (61) 99136-2495.

A FHB atende de segunda a sábado, das 7h15 às 18h, e está localizada no Setor Médico Hospitalar Norte (início da W3 Norte), próximo ao Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) e a Fepecs.



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.