Pesquisar
Close this search box.

Estudantes participam de ação educativa sobre o Cerrado 

Na manhã desta quarta-feira (12), em celebração ao Mês do Meio Ambiente, estudantes da


Na manhã desta quarta-feira (12), em celebração ao Mês do Meio Ambiente, estudantes da Escola Classe (EC) 1 do Lago Sul participaram de uma ação educativa no Setor de Clubes Sul. O objetivo foi apresentar as características do  bioma Cerrado, as estações sazonais, as medidas de enfrentamento  às  mudanças  climáticas, a importância do projeto Orla e iniciativas de recuperação, métodos de recuperação florestal e estratégias necessárias para a manutenção e sobrevivência das mudas. 

Crianças se divertiram enquanto aprendiam e praticavam atividades voltadas à preservação ambiental | Foto: Divulgação/Sema

“Queremos plantar essa sementinha de conscientização no coração dessas crianças, para que aprendam desde cedo sobre a importância da conservação e recuperação do Cerrado”

Gutemberg Gomes, secretário do Meio Ambiente e Proteção Animal

A parte prática da atividade consistiu em orientar os estudantes nos procedimentos de manutenção de ao menos uma muda de espécie nativa plantada anteriormente no local selecionado. A ação faz parte do plano de trabalho firmado no acordo de cooperação técnica firmado pela Secretaria de Meio Ambiente e Proteção Animal do DF (Sema) e o Instituto Brasília Ambiental com o Instituto Perene. 

O projeto está sendo realizado nas orlas sul e norte do Lago Paranoá, Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) Paranoá Sul, Arie Riacho Fundo, Parque de Usos Múltiplos da Asa Sul e Parque Ecológico do Paranoá. O secretário do Meio Ambiente e Proteção Animal, Gutemberg Gomes, destacou a importância de unir as atividades de recuperação com a educação ambiental: “Queremos plantar essa sementinha de conscientização no coração dessas crianças, para que aprendam desde cedo sobre a importância da conservação e recuperação do Cerrado”.

Educação ambiental

Segundo o subsecretário de Assuntos Estratégicos da Sema, Genilson Duarte, a iniciativa permite a conexão entre as aulas teóricas na escola e a prática do plantio. “Eles já estudam temas como meio ambiente e sustentabilidade na escola, e aqui conseguem ver na prática a ação dos profissionais que trabalham com recuperação da vegetação nativa e aprender mais sobre temas tão importantes como as características do nosso Cerrado e a importância de preservá-lo”, explicou.

“Considero este projeto essencial para as crianças, pois estamos trabalhando com a conscientização ambiental desde cedo”, afirmou a professora Ana Lúcia de Barros Silva, da EC 1 do Lago Sul. “É fundamental que eles compreendam a importância da preservação do meio ambiente. Uma aula extraclasse como essa é extremamente benéfica. Os estudantes ficaram muito entusiasmados, e é crucial que entendam como a preservação ambiental será vital para o futuro deles.”

O estudante Davyd Rodrigues, 8, expressou empolgação com o aprendizado sobre o meio ambiente: “Eu aprendi que as plantas são feitas para a gente respirar e que devemos cuidar do lago, das árvores e do nosso meio ambiente”. Os estudantes também saborearam lanches que incluíram picolés feitos à base de frutas do Cerrado.

*Com informações da Sema



Fonte: Agencia Brasília

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.
Pesquisar
Close this search box.

BUSCAR

MENU