Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net

GDF adere a campanha de combate à violência contra a mulher

Com o tema Meninas, Mulheres e Respeito, ação é em parceria com a Secretaria de Saúde e de Segurança Pública. Abertura é no Dia da Consciência Negra

A Secretaria de Política para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos apresentou, na manhã desta sexta-feira (17/11), a campanha “Meninas, Mulheres e Respeito”, que tem o objetivo de promover o fim da violência contra a mulher no DF. A ação, em parceria com as secretarias de Saúde, Segurança Pública, Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude e Educação, tem como foco a violência sexual, devido ao índice de ocorrências de estupro na cidade. No mês passado, a Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social informou que, de janeiro a outubro, aumentou 30% o número de denúncias. A abertura da campanha ocorrerá na segunda-feira (20/11), na Casa da Mulher Brasileira, na 601 Norte.

Para a secretária-adjunta de Política para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Márcia de Alencar, o crescimento no volume de registros é consequência da redução da subnotificação dos casos de estupro e do entendimento de que a violência sexual precisa ser tratada em unidades psicossociais e de saúde. “Isso também significa que o esforço de órgãos e instituições governamentais tem sido cada vez mais eficaz para essa população. Com a campanha, esperamos que mais mulheres sejam encorajadas a denunciar”, opinou a secretária-adjunta.
Sessenta por cento dos casos são entre a população negra – três vezes mais do que com mulheres brancas. Por isso, a iniciativa será lançada nacionalmente no dia da Consciência Negra e segue até 10 de dezembro, em comemoração ao Dia Internacional dos Direitos Humanos. A mobilização é da Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) e foi intitulada “16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”. No mundo, a campanha começa no dia 25, com o Orange Day.
Uma das iniciativas da ação será a solenidade de comemoração da campanha da ONU He For She (Elas por Elas), em 6 de dezembro. “Os homens também aderem à luta. É o que chamamos do Dia do Laço Branco”, contou Márcia de Alencar. Desde a primeira edição do projeto, em 1991, a ação conquistou a adesão de cerca de 160 países.
 Reprodução/Internet

Violência

De acordo com levantamento feito pelo GDF, o Distrito Federal registrou, entre janeiro e novembro de 2017, 633 casos de violência sexual. Desses, 560 são contra o sexo feminino. Segundo a subsecretária de Promoção de Políticas para Criança e Adolescente, Perla Ribeiro,a maior parte dos registros é em Ceilândia. “Começaremos as ações por essa região. É muito importante essa parceria governamental. Nada se consegue alcançar sozinho”, explicou Perla.
Fernanda Falcomer, chefe do Núcleo de Estudos e Programas na Atenção e Vigilância em Violência da Secretaria de Saude, confirmou, em coletiva, que os maiores registros são de meninas entre 10 e 14 anos. Sobre os locais, 70% ocorreram nas residências das vítimas, cometidos pelo pai, padrasto ou vizinho próximo.
Durante a campanha, as vítimas serão atendidas em salas de espera do Hospital Materno-Infantil de Brasília (Hmib), na Asa Sul, e do Hospital Regional da Asa Norte (Hran). “Teremos médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde também receberão, nesse período, formação específica para atendimento das vítimas de violência. Dessa forma, busca-se mais rapidez e tratamento humanizado nos procedimentos”, explicou Fernanda Falcomer.

Rede de proteção à mulher no DF

Casa da Mulher Brasileira
Setor de Grandes Áreas Isoladas – 601 Norte, Plano Piloto
Telefones: (61) 3226-5024 / 3224-3363
Casa de Proteção Maria da Penha
O endereço da Casa Abrigo é mantido em sigilo por motivos de segurança

Centros Especializados de Atendimento às Mulheres

Ceam 102 Sul
Estação de metrô 102 Sul
Telefone: (61) 3223-7264
Ceam Ceilândia
QNM 2 Conjunto F, Lote 1/3, Ceilândia Centro
Telefones: (61) 3373-6668 / 99199-4674
Ceam Casa da Mulher Brasileira
Setor de Grandes Áreas Isoladas – 601 Norte, Plano Piloto
Telefone: (61) 3224-6221
Ceam Planaltina
Jardim Roriz, Área Especial, Entrequadras 1 e 2, Centro
Telefone: (61) 3389-0841
Unidade de Acolhimento para Mulheres (Casa Flor)
QSD, AE 9, Setor D Sul, ao lado do Creas, em Taguatinga Sul
Telefone: (61) 3561-4797

Centro de Referência Especializado de Assistência Social

Creas Brasília
Setor de Grandes Áreas Sul, Quadra, 614/615 Sul, Lote 108
Telefones: (61) 3346-9332 / 3346-1747/ 3245-8131
Creas Brazlândia
Área Especial nº 1, Lotes  K/L
Telefones: (61) 3479-2059 / 3479-4679
Creas Ceilândia
QNM 16, Área Especial Módulo A, Ceilândia Norte
Telefones: (61) 3371-0376 / 3373-2260 / 3373-4539 / 3373- 9854
Creas Estrutural
Área Especial 9, Setor Central, Estrutural
Telefones: (61) 3363-0064/ 3363-0049/ 3465-6295
Creas Gama
Área Especial 11/13, Setor Central
Telefones: (61) 3556-3973/ 3556-1986/ 3384-2395/ 3484-1257
Creas Planaltina
Área Especial H, Lote 06, Setor Central
Telefone: (61) 3389-8996
 
Creas Samambaia
QN 419, Área Especial 1, Samambaia Norte
Telefone: (61) 98448-0351
Creas Sobradinho
QD 6, Área Especial nº 3, Sobradinho
Telefones: (61) 3387-2241 / 3387-8651
Creas Taguatinga
Área Especial nº 9, Setor D Sul, Taguatinga Sul
Telefones: (61) 3352-9635 / 3563-3842 / 3563-3155 / 3352- 3380 / 3351-8129
Creas Diversidade
Setor de Grandes Áreas Sul, Quadra 614/615 Sul, Lote 108
Telefones: (61) 3224-4898 / 3224-4898
Superando a Violência (antigo Pró-Vítima) – Núcleo Sede
Estação Rodoferroviária, Ala Central, Térreo
Telefones: (61) 2104-1934 / 2104-1967
Núcleo Paranoá
Quadra 5, Conjunto 3, Área Especial D, Parque de Obras
Telefones: (61) 2191-8781 / 2191-8783 / 2191-8784
Núcleo Plano Piloto
Estação de metrô 114 Sul, Subsolo
Telefones: (61) 2104-1191 / 2104-1195
Núcleo Ceilândia
QNN 5/7, Área Especial C
Telefones: (61) 2196-2704 / 2196-2706
Núcleo Guará
Alpendre dos Jovens, Lucio Costa
Telefones: (61) 2104-0280 / 2104-0282
 

Polícia Civil

Delegacia Especial de Atendimento à Mulher
Entrequadra 204/205 Sul — Asa Sul
Plantão: (61) 3207-6195 / 98494-9302

PUBLICIDADE

COMENTE

A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Portal Agita Brasília.