Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net

Guias de turismo se unem para limpar Praça dos Três Poderes

Ato é simbólico e está marcado para esta quinta-feira (8/12), às 9h. Interessados em ajudar podem se juntar ao grupo

Após um grupo de amigos se unir para limpar pichações feitas no Museu da República, guias de turismo de Brasília farão um mutirão para recuperar parte da Praça dos Três Poderes, nesta quinta-feira (8/12), a partir das 9h. O local está em situação precária, com pedras soltas, sujeira, gramado irregular e pichações, entre outros problemas.

“A praça está muito mal conservada e abandonada. É um ponto turístico tão importante da capital, mas foi deixado às traças. É triste. Às vezes temos até vergonha de levar os turistas ao local”, afirma o guia de turismo Lúcio Montiel, 56 anos, um dos idealizadores do mutirão. Munidos de tinta, vassoura e outros instrumentos, eles pretendem amenizar áreas como o Museu da Cidade e a mureta que envolve o Memorial Lúcio Costa.

O ato é simbólico e os participantes não têm o objetivo de resolver todos os problemas de conservação da praça. “Não queremos substituir o Estado, que é o responsável pela manutenção desse espaço. Nosso intuito é mostrar que a praça não pode ficar abandonada dessa forma e chamar a atenção para o estado atual dela”, explica Lúcio. Interessados em ajudar podem se juntar ao grupo.

O mutirão ocorre um dia após o mais recente caso de depredação em monumentos turísticos do Distrito Federal. Na manhã de segunda (5), dois homens ainda não identificados atiraram tinta vermelha na Estátua da Justiça, que fica na Praça dos Três Poderes, em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A Polícia Federal investiga o caso e realizou perícia no local. O monumento não foi danificado e já está recuperado. Caso os responsáveis sejam identificados, eles podem ser indiciados por dano ao patrimônio público, que tem pena de seis meses a três anos de prisão.

 

PUBLICIDADE

COMENTE

A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Portal Agita Brasília.