Pesquisar
Close this search box.

Homem é condenado por tentativa de feminicídio contra ex, de 14 anos

Mesmo ferido, João conseguiu atacar a ex-namorada, que acompanhava o adolescente. Ao se defender,


Mesmo ferido, João conseguiu atacar a ex-namorada, que acompanhava o adolescente. Ao se defender, ela se feriu no braço

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) condenou, nessa terça-feira (05), um homem por ameaça e tentativa de feminicídio e homicídio qualificado de dois adolescentes, entre eles a ex-namorada de 14 anos. A pena foi fixada em 17 anos de prisão.

Segundo o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), João Marcos Rodrigues Ribeiro, de 22 anos, tentou matar a ex-namorada e um adolescente em uma via pública do Gama.

Em março deste ano, João se aproximou das vítimas e desferiu golpes de canivete na nuca e em outras regiões do corpo do jovem. Um policial militar que estava próximo viu a cena e, ao sacar a arma, ordenou que o condenado se entregasse.

Mesmo ferido, João conseguiu atacar a ex-namorada, que acompanhava o adolescente. Ao se defender, ela se feriu no braço.

Foi apenas com a chegada de mais policiais e disparos de bala de borracha que o criminoso se rendeu e foi preso.

Ainda de acordo com o MPDFT, o Tribunal do Júri aceitou as qualificadoras propostas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT): motivo torpe (o réu nutria sentimento egoístico de posse em relação à ex-namorada), recurso que dificultou a defesa da vítima (o adolescente foi atacado de forma repentina e pelas costas) e feminicídio (o crime foi praticado contra mulher, que manteve relacionamento afetivo com o acusado).

Para o promotor de Justiça Lucas Salomé, a condenação é extremamente representativa. “O caso chama atenção pela idade dos envolvidos e pela possessividade do acusado, que continuou perseguindo e ameaçando a adolescente depois do término do namoro. Além disso, as consequências para as vítimas foram extremamente graves, pois o adolescente do sexo masculino já realizou várias cirurgias e perdeu o ano letivo por conta das agressões. E as duas vítimas sofreram sérios danos psicológicos”.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.