Pesquisar
Close this search box.

Ibaneis sanciona lei que autoriza a privatização da Rodoviária

Toda a obra deverá custar R$ 120 milhões, sendo R$ 55 milhões logo nos


Toda a obra deverá custar R$ 120 milhões, sendo R$ 55 milhões logo nos primeiros 4 anos, para recuperação estrutral da Rodoviária

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta terça-feira (19) a lei que promove a concessão da Rodoviária do Plano Piloto ao setor privado, pelo prazo de 20 anos, com a assinatura do governador Ibaneis Rocha (MDB).

O objetivo da concessão é melhorar a mobilidade de passageiros e veículos no terminal por meio da adequação do complexo. O Projeto de Lei foi votado na Câmara Legislativa do DF (CLDF) na semana passada, e recebeu 16 votos a favor e 7 contrários.

Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

Poderão participar da concessão empresas únicas ou consórcio formado por várias empresas. A concessionária deverá resolver os problemas do local, realizando a recuperação estrutural dos viadutos integrantes da plataforma superior, a requalificação dos edifícios existentes e prestar serviços de manutenção e conservação – como no caso das escadas rolantes e elevadores, que apresentam problemas frequentemente.

A concessão não impactará na continuidade dos serviços públicos prestados atualmente. Toda a obra deverá custar R$ 120 milhões aos cofres públicos, e R$ 55 milhões deverão ser gastos logo nos primeiros quatro anos, visando a recuperação estrutral da Rodoviária.

 



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.