Menor que atacava mulheres em Planaltina é levado para a DP pela mãe

Por: Gabriel de Sousa e Marcos Nailton
redacao@grupojbr.com

Na noite deste sábado (21), foi identificado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) o homem que atacou duas mulheres e uma criança em Planaltina-DF. O suspeito é um menor de idade, e foi levado pela sua mãe até a 31° Delegacia da Polícia Civil, que investiga os casos.

O reconhecimento só foi possível graças a um vídeo que circulou pelas redes sociais de uma página local, onde câmeras de segurança de um comércio mostraram o menor transitando pela cidade na data dos delitos. A mãe, após reconhecer os trajes do filho, resolveu levá-lo para se apresentar à PCDF.

Em uma entrevista exclusiva para o Jornal de Brasília, o agente de polícia da 31° DP, Marlos Vinicius, disse que a mãe chegou abalada na unidade, e afirmou que era o seu filho o suspeito de atacar as mulheres da cidade. “Ela chegou e disse que as roupas e a mochila que o rapaz do vídeo usava eram dele, tanto que ela mesmo tinha lavado acabado de lavar”, afirmou.

Na delegacia, após ser levado pela mãe, o adolescente admitiu que cometeu três tentativas de estupro ao longo do mês de abril, na cidade de Planaltina. Por se tratar de infrações realizadas por um menor de idade, os casos agora estão sendo investigados pela Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) da Asa Norte.

O primeiro caso ocorreu na manhã do dia 18 de abril. O infrator atacou uma mulher em uma parada de ônibus no bairro Jardim Roriz, em frente ao restaurante potiguar. A vítima teria sido obrigada a ir com ele em direção ao Núcleo Rural Fumal, região próxima ao ponto de ônibus, o rapaz estava portando uma faca e após a mulher conseguir acenar para um veículo, o motorista do carro parou e o adolescente saiu correndo.

O segundo caso aconteceu dois dias depois, no dia 20 de abril, também no bairro do Jardim Roriz. A vítima foi uma menina de 9 anos que estava a caminho da escola. Ela foi levada até um matagal ao lado da pista e ciclistas que passavam no momento acudiram a criança que estava chorando e gritando, o jovem conseguiu novamente fugir do local.

Foi confirmado um terceiro caso próximo a um fast food, localizado no bairro da Vila Buritis. A vítima entrou em contato com a PCDF pelas redes sociais, após ver a postagem que denunciava o menor. Após ter conhecimento das outras ocorrências, a mulher decidiu denunciar o adolescente para a 31° DP, onde ele admitiu ter tentado assediá-la.

A 31° Delegacia de Polícia ainda investiga a possibilidade de haver mais casos de ataques contra mulheres na cidade feitas pelo menor. Para denunciar, além do número 197 do Disque-Denúncia, também o número particular da unidade: (61) 98182-4063.

Adolescente havia se mudado para fugir de linchamentos

De acordo com o agente de polícia Marlos Vinicius, o menor identificado pela polícia já tinha três passagens anteriores por estupro consumado, tentativa de estupro e roubo, praticados quando ele residia no Novo Gama, localizado no Entorno do Distrito Federal.

O policial diz que após a população local ter descoberto os seus crimes na região, o adolescente sentiu receio de ser alvo de linchamento, e decidiu se mudar para Planaltina, onde mora há dois meses.

O agente Vinícius observa que a decisão da mãe em levar o menor para a delegacia foi “decisiva” para o reconhecimento do suspeito, já que, pelo fato do adolescente não ser de Planaltina, os investigadores desconheciam o rapaz mostrado nas filmagens.

A mãe do menor infrator disse para os policiais que tomou a atitude pelo fato de morar com uma filha que possui a mesma idade da criança atacada no dia 20 de abril. O desejo da senhora é que o seu filho seja internado para realizar tratamentos psiquiátricos, e teme que o menor seja linchado pela população

O post Menor que atacava mulheres em Planaltina é levado para a DP pela mãe apareceu primeiro em Jornal de Brasília.