Pesquisar
Close this search box.

Mulher de 21 anos é presa suspeita de praticar roubos a motoristas de app no DF

A ação policial teve desdobramentos a partir de investigações sobre um caso de latrocínio


A ação policial teve desdobramentos a partir de investigações sobre um caso de latrocínio tentado ocorrido em 26 de setembro de 2023

A 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Sul) da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) anunciou na última quinta-feira (25) a prisão de uma mulher, de 21 anos, suspeita de integrar uma associação criminosa especializada em roubos a motoristas de aplicativos.

Segundo as informações obtidas durante as investigações, a acusada e seus comparsas teriam praticado o crime de latrocínio na forma tentada nessa data. No incidente, a suspeita utilizou um aplicativo para solicitar uma corrida da cidade de Valparaíso/GO para a quadra 827 de Samambaia. Ao chegar ao destino, a mulher informou ao motorista que uma amiga sairia da casa para pagar a corrida.

No momento em que a mulher desceu do veículo, três comparsas armados com facas abordaram a vítima, anunciando o roubo. Apesar de tentar escapar acelerando o carro, a vítima foi atacada por um dos assaltantes, que desferiu golpes no tórax. Ferida, a vítima dirigiu-se à UPA de Samambaia, sendo posteriormente transferida para o Hospital Regional de Ceilândia, onde passou por cirurgia.

Posteriormente, em 4 de outubro de 2023, a mulher e um dos comparsas, através de um aplicativo, solicitaram uma corrida da quadra 827 para a quadra 425 de Samambaia/DF. Ao chegar ao destino, a suspeita informou que aguardariam uma amiga trazer o dinheiro para pagar a corrida. Nesse momento, dois comparsas surgiram, e um deles, armado com uma faca, ameaçou a vítima. No entanto, a vítima reagiu, travando uma luta corporal com o agressor, o que permitiu que ela tomasse a faca e fugisse no veículo.

Investigações adicionais indicaram que a mulher e seus comparsas estiveram envolvidos em pelo menos outros dois roubos a motoristas de aplicativos. Desde o último incidente, a suspeita estava foragida, escondendo-se no estado de Goiás. No entanto, foi capturada no Jardim Céu Azul, Valparaíso/GO, nesta data.

Após os procedimentos legais, a mulher foi encaminhada à carceragem da PCDF, onde permanecerá à disposição da Justiça.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.