Pesquisar
Close this search box.

Mulher é presa após ameaçar ato terrorista no STF

A ação policial foi desencadeada após chamadas de testemunhas que relataram a agressão da


A ação policial foi desencadeada após chamadas de testemunhas que relataram a agressão da mulher a policiais judiciários

Na tarde da última segunda-feira (8), a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) deteve Sandra Leite Teixeira nas proximidades do Supremo Tribunal Federal (STF), sob a acusação de ameaçar contaminar o ambiente com um agente biológico usado em ataques terroristas. Segundo a corporação, a suspeita estava portando um spray de pimenta e um taser de choque em seu veículo.

A prisão ocorreu com base nas acusações de ameaça de ato terrorista e desacato, de acordo com informações fornecidas pela PM. A ação policial foi desencadeada após chamadas de testemunhas que relataram a agressão da mulher a policiais judiciários, bem como suas ameaças de contaminar o ambiente com antraz, uma bactéria extremamente tóxica utilizada em atos de “bioterrorismo”.

Sandra estava dentro de um veículo que exibia adesivo de apoio ao presidente Lula (PT). No interior do carro, os policiais encontraram um taser de choque e um spray de pimenta. A PM afirmou que a detida desacatou os policiais militares e judiciais presentes no local.



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.