Pesquisar
Close this search box.

Mulher é presa suspeita de planejar assassinato de ex-companheira

Na manhã desta terça-feira (19), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), através da


Na manhã desta terça-feira (19), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), através da equipe da 14ª Delegacia de Polícia, deflagrou a Operação Falso Latrocínio, resultando na prisão de uma mulher de 44 anos, apontada como a mandante do assassinato de sua ex-companheira.

A investigação revelou que a suspeita teria contratado um assassino profissional para executar o crime. Na fatídica manhã de 14 de outubro de 2021, a vítima, ao sair de casa para o trabalho, foi surpreendida com um disparo na região da cabeça. De acordo com as autoridades, a mandante estava ciente da rotina diária da vítima, graças ao relacionamento anterior, e juntamente com o executor, aguardou na esquina para executar o plano meticulosamente arquitetado.

A investigação, que se estendeu ao longo de dois anos, culminou com a decretação da prisão preventiva pela autoridade policial da 14ª DP, respaldada pelo poder judiciário. O motivo do crime aponta para o término do relacionamento entre a mandante e a vítima, de 33 anos, que havia iniciado um novo vínculo amoroso com outra mulher. A situação se agravou com ameaças proferidas pela acusada não apenas contra a vítima, mas também contra sua nova companheira.

As testemunhas afirmaram que a acusada possuía um perfil psicopata, impulsionado por um ciúme possessivo em relação à vítima.

Em relação à prisão da mulher, William Ricardo enfatizou: “As investigações prosseguem no sentido de identificar, localizar e prender o executor do crime. Contamos com a colaboração da comunidade por meio de denúncias que poderão ser feitas pelos canais on-line da PCDF e pelo Disque-Denúncia (197), ou mesmo diretamente na sede da delegacia.”



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.