Pesquisar
Close this search box.

Pegue e Pague incentiva responsabilidade nas escolas públicas do DF

Na busca por promover valores de responsabilidade e confiança entre os estudantes, uma parceria

Na busca por promover valores de responsabilidade e confiança entre os estudantes, uma parceria entre a Secretaria de Educação do DF (SEE) e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) tem gerado grande interesse e debate nas escolas da rede pública de ensino. A ideia por trás do projeto Pegue e Pague, uma divisão do NaMoral, é simples, mas eficaz.

A escola disponibiliza uma variedade de produtos a cada dia da semana, como pipoca ou geladinhos, que são colocados em uma caixa de fácil acesso durante o recreio. Os estudantes podem simplesmente pegar um geladinho ou uma porção de pipoca, saboreá-los e, se desejarem, deixar o valor correspondente em uma caixa de pagamento honorário. Não há câmeras de segurança, funcionários supervisionando ou cobrando valores. A responsabilidade recai sobre os ombros dos próprios estudantes.

Em 2023, o projeto foi aplicado em sete escolas do DF como uma espécie de teste. O Centro Educacional Gesner, do Gama, foi uma das instituições escolhidas. A supervisora pedagógica do projeto NaMoral na unidade escolar, Camila Costa, compartilha a visão e os objetivos da iniciativa.

Pegue e Pague

“O projeto Pegue e Pague é uma oportunidade para promover a ética, a integridade e a responsabilidade entre nossos alunos”, afirma Camila. “Queremos ensinar valores que vão além das disciplinas tradicionais e preparar os alunos para enfrentar desafios do mundo real. Nossos estudantes estão participando do projeto NaMoral desde o início e isso tem ajudado muito a trabalhar essas questões.”

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.