Pesquisar
Close this search box.

PF e PMDF desmantela associação criminosa que faturou R$ 12 mi

As penas para as condutas sob investigação, se acumuladas, podem resultar em até 35


As penas para as condutas sob investigação, se acumuladas, podem resultar em até 35 anos de prisão

A Polícia Federal (PF) com o intuito de desmantelar uma associação criminosa envolvida no tráfico internacional de drogas, deflagrou a Operação Rei do Skunk. A ação recebeu o suporte da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). A operação aconteceu na última terça-feira (12).

Foram cumpridas 43 ordens judiciais, todas emanadas pela Justiça Federal do Distrito Federal, compreendendo nove mandados de prisão temporária, 14 de busca e apreensão, três medidas cautelares diversas da prisão, além de medidas de constrição patrimonial contra 17 indivíduos físicos e jurídicos. Estas incluem o bloqueio de R$ 12 milhões provenientes dos crimes investigados.

Durante a execução das decisões judiciais, veículos de luxo foram apreendidos, juntamente com aproximadamente R$ 100 mil em espécie, sete armas de fogo, mais de mil munições, 28 celulares lacrados sem comprovação de nota fiscal e diversas ampolas de anabolizantes.

Segundo as investigações, empresas especializadas em transporte interestadual de mudanças, sediadas no Distrito Federal, estavam sendo utilizadas para facilitar o transporte de grandes volumes de drogas e armas. Esses itens ilícitos eram armazenados em galpões vinculados aos suspeitos e, posteriormente, destinavam-se ao abastecimento de grupos criminosos atuantes no Distrito Federal, no entorno e em outras regiões do país.

A Polícia Civil do Amazonas apreendeu cerca de 700 kg de cocaína que estava sendo transportada pelos investigados com destino ao Distrito Federal, em abril de 2023. No mês de junho, houve apreensões de aproximadamente 350 kg de cocaína, mais de uma tonelada de skunk (uma variação potente de maconha) e cinco fuzis.

Durante as investigações, ficou evidente que ambas as cargas apreendidas estavam ligadas ao grupo criminoso alvo das medidas executadas na terça-feira.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.