Política dos EUA sobre Taiwan ‘não mudou’, diz secretário da Defesa

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, afirmou nesta segunda-feira (23) que a “política de uma China única” de Washington com relação a Taiwan não mudou, depois que o presidente Joe Biden afirmou que os Estados Unidos estariam dispostos a defender a ilha militarmente de uma invasão chinesa.

“Nossa política não mudou”, disse Austin à imprensa, ao ser perguntado sobre o significado dos comentários de Biden.

Consultado mais cedo nesta segunda-feira, durante visita oficial ao Japão, se Washington estaria disposta a se envolver militarmente para defender Taiwan, o presidente americano respondeu que “sim”.

“É o compromisso que assumimos”, acrescentou.

“Estamos de acordo com a política de uma China Única, e nos comprometemos com ela (…), mas a ideia de que Taiwan possa ter tomada à força não é apropriada, desarticularia toda a região e seria mais uma ação similar à da Ucrânia”, disse Biden.

Em reação a estas declarações, o governo chinês advertiu que os Estados Unidos estão “brincando com fogo”, segundo a agência estatal Xinhua.

Os Estados Unidos estão “usando a ‘carta de Taiwan’ para conter a China, e vão se queimar”, disse Zhu Fenglian, uma porta-voz do Escritório de Assuntos de Taiwan do Conselho de Estado, frequentemente descrito como o gabinete da China.

A China considera a ilha democrática de Taiwan uma província rebelde que deve ser anexada ao país. As tensões na região aumentaram nos últimos meses.

Agence France-Presse

O post Política dos EUA sobre Taiwan ‘não mudou’, diz secretário da Defesa apareceu primeiro em Jornal de Brasília.