Pesquisar
Close this search box.

Programa Jovem Candango convoca selecionados para atuar no GDF

O Programa busca oferecer a primeira oportunidade de trabalho para jovens entre 14 e


O Programa busca oferecer a primeira oportunidade de trabalho para jovens entre 14 e 18 anos, matriculados no ensino fundamental ou médio da rede pública ou particular, na condição de bolsista

A governadora em exercício, Celina Leão (PP), participou, nesta segunda-feira (15), da solenidade de contratação dos 838 novos Jovens Candangos, no Museu Nacional da República. Os contratados serão distribuídos nas áreas administrativas das pastas da Educação, Saúde, Mulher, Desenvolvimento Social, de Governo e Esporte e Lazer.

O Programa Jovem Candango, desenvolvido pela Secretaria da Família e Juventude do DF (SEFJ-DF), busca oferecer a primeira oportunidade de trabalho para jovens entre 14 e 18 anos, no qual estão regularmente matriculados no ensino fundamental ou médio da rede pública de ensino ou na escola particular na condição de bolsista. Para participar do projeto, o candidato deve pertencer a família com renda per capita de meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até 3 salários mínimos e deve estar inscrito no Cadastro Único dos Programas Sociais – Cadúnico/DF.

Das vagas destinadas, 10% são para os jovens que se enquadrem na condição de egressos do sistema socioeducativo do DF; outros 10% para Pessoas com Deficiência; e 10% para aqueles que são participantes do Programa Bombeiro Mirim do DF. O Jovem Candango também passou a destinar 10% das vagas para órfãos do feminicídio, filhos e filhas de catadores de recicláveis e adolescentes em situação de rua.

“O Jovem Candango oferece uma oportunidade acadêmica e profissional. Eles começam no nível médio e a ideia é terminar nas nossas universidades. Há todo um investimento em ensino, pesquisa e educação. Nós acreditamos que esses jovens precisam apenas de uma oportunidade e é exatamente isso que o Governo do Distrito Federal realiza com essas novas contratações”, comentou Celina.

O programa conta com apoio das organizações da sociedade civil (OSCS) Renapsi e Jerônimo Candinho para a gestão dos contratos. Os jovens contratados recebem um salário no valor de R$ 619,99, vale-transporte, vale-alimentação de R$ 220,00, férias, 13º salário, seguro de vida, uniforme e crachá.

Além dos benefícios do emprego, o programa também oferece um curso teórico, no turno contrário ao da escola, que aborda a preparação para o mercado de trabalho. As aulas ocorrem uma vez por semana durante o ciclo de dois anos. Em relação às novas contratações, as vagas são oriundas do processo seletivo realizado em agosto de 2023. Desde janeiro do ano passado, o Programa Jovem Candango beneficiou 1.640 jovens.

Segundo o secretário da Família e Juventude, Rodrigo Delmasso, 175 mil jovens do DF não estudam e nem trabalham, e o Jovem Candango vem para mudar esta realidade. “O nosso desafio é atender toda a demanda que foi gerada em cima do Programa Jovem Candango. Nós temos uma demanda de 5.200 jovens que estão na fila para serem atendidos, e o nosso objetivo é atender 100% dessa demanda até o final de 2026”, afirmou Delmasso.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O secretário também falou sobre os trabalhos da pasta em retomar o Programa Bolsa Universitária: “Este programa vai passar pela Câmara Legislativa do DF e o nosso sonho é colocar mil jovens em situação de vulnerabilidade sentados em um banco de universidade para sair de formado com seu diploma de ensino superior”.



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.