Pesquisar
Close this search box.

Projeto Cidade mais Segura vence prêmio do programa Desafio DF

Além disso, o projeto vai qualificar e assessorar gestores públicos e agentes privados para


Além disso, o projeto vai qualificar e assessorar gestores públicos e agentes privados para redefinir a estrutura organizacional

O resultado final do projeto Apoio técnico-científico voltado à melhoria da sensação de (in)segurança e aperfeiçoamento das políticas públicas de segurança no DF, a partir da perspectiva de Segurança Integral – vinculado ao programa Desafio DF – foi publicado nesta quinta-feira (14), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). A proposta vencedora foi o projeto Cidade mais Segura, do coordenador Arthur Trindade Maranhão Costa.

Com fomento de até R$ 2 milhões, da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF), o projeto demandado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) visa à qualificação da gestão das ações de manutenção da ordem pública voltadas para o aumento da sensação de segurança entre os moradores do DF.

“Para isso, ele vai realizar um amplo diagnóstico sobre as percepções de medo da população, avaliar o funcionamento das instituições encarregadas de ações relacionadas à ordem pública e elaborar um plano estratégico para implantação da política de melhoria da sensação de segurança”, explicou a coordenadora científica da FAPDF, Ana Paula Aragão.

Projetos-pilotos

Além disso, o projeto vai qualificar e assessorar gestores públicos e agentes privados para redefinir a estrutura organizacional e modelo de gestão dos serviços a serem prestados nos principais programas e projetos.

O Cidade mais Segura prevê, ainda, a implantação de uma infraestrutura necessária para execução de dois programas-pilotos de ações e serviços de manutenção da ordem pública voltadas para o aumento da sensação de segurança, a serem implantados no Setor Comercial Sul (SCS) e na Estação Rodoviária de Brasília (ERB).

Dentro do cronograma, está prevista a realização de pesquisas sobre os principais aspectos sociodemográficos, que afetam a sensação de segurança da população. Outro ponto importante é a elaboração de diagnósticos sobre o funcionamento das rotinas dos órgãos do Governo do Distrito Federal encarregados das principais ações de manutenção da ordem pública.

De acordo com o Edital n° 01/2023 do Desafio DF, o resultado destas pesquisas e diagnósticos servirá de base para a elaboração de uma estrutura de governança da ordem pública, composta por indicadores, metas e comitês gestores.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cidade mais segura

A estrutura de governança se insere no eixo denominado Cidade Mais Segura, que compõe o programa Segurança Integral, junto com outros quatro eixos.

“A pesquisa que estamos conduzindo terá um papel fundamental no direcionamento das nossas iniciativas de segurança pública, especialmente aquelas delineadas no primeiro eixo, denominado Cidade Mais Segura, dentro da nossa política DF Mais Seguro – Segurança Integral”, frisa Sandro Avelar, secretário de Segurança Pública.

Ainda de acordo com o secretário, este eixo tem como objetivo principal desenvolver ações que visem criar ambientes seguros, promovendo, assim, o exercício das liberdades individuais e fortalecendo a coesão social.

“O estudo incluirá uma análise detalhada das rotinas dos órgãos de segurança pública e do governo, proporcionando insights valiosos para aprimorarmos nossa estrutura de gestão com base em indicadores, avaliações, ajustes e metas. Com isso, almejamos a contínua melhoria da sensação de segurança e qualidade de vida da população”, completa Avelar.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

*Com informações da Agência Brasília



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.