Pesquisar
Close this search box.

Projeto do CEF 206 leva dignidade menstrual a estudantes da rede pública

Iniciativa de um grupo de alunas, o ‘Tô de TPM’ foi premiado na etapa


Iniciativa de um grupo de alunas, o ‘Tô de TPM’ foi premiado na etapa regional do Circuito de Ciências

Um projeto que leva dignidade menstrual a alunas de uma escola pública acabou se tornando referência no tema. A ideia da criação do ‘Tô de TPM’ é de um grupo de estudantes do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 206 do Recanto das Emas e foi premiada na etapa regional do Circuito de Ciências das escolas da rede pública do DF. A ideia inicial era dialogar e trazer acolhimento às alunas da unidade escolar sobre a temática. Mas o projeto acabou se tornando referência para as demais escolas públicas da regional do Recanto da Emas.

Com isso, nesta sexta-feira (24), as idealizadoras do projeto ‘Tô de TPM’ receberam uma homenagem da Coordenação Regional do Recanto das Emas e da Orquestra Filarmônica de Brasília pelo trabalho desenvolvido. Na ocasião, houve o recebimento de cerca de 5 mil pacotes de absorventes que serão distribuídos entre as escolas públicas da regional.

A professora e orientadora Amanda Siqueira comenta como o projeto foi idealizado. “Primeiramente, a gente debateu muito sobre o tema, dialogamos com a escola, depois começamos a enfeitar os espaços, os banheiros femininos, acolher as meninas dentro desse período e fora dele também. Enfeitamos os banheiros e colocamos caixinhas de absorvente nos banheiros das alunas e na coordenação da escola. Quando notamos, estávamos indo a outras escolas dialogar e fazer o mesmo”, comenta.

A orientadora explica que o objetivo do grupo, enquanto projeto de ciências, era combater a pobreza menstrual, expressão utilizada para se referir à falta de acesso adequado a produtos de higiene, informações e instalações adequadas para a gestão da menstruação, gerando impacto na saúde, educação e bem-estar das mulheres.

Uma das integrantes do Tô de TPM, Carolina Alves, 14 anos, estudante do CEF 206 do Recanto, conta como foi a adesão da comunidade escolar ao projeto.

“Desde o início a gente acreditou no projeto e sabia que ele é de uma importância imensa. Quebramos o tabu de falar sobre menstruação para meninas que sentiam vergonha e para os meninos que achavam graça. No começo, foi um pouco difícil, mas depois conseguimos falar de uma forma que envolvia a todos. Hoje as meninas se sentem seguras e os meninos ajudam arrecadando absorvente para gente. Tudo deu certo no final”, conta orgulhosa.

O projeto desenvolvido pelas estudantes do CEF 206 do Recanto das Emas é uma iniciativa que visa contribuir para a diminuição da pobreza menstrual. Muito além da arrecadação e distribuição de itens de higiene, o projeto destaca que o tema é uma questão de direitos humanos e igualdade.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com informações da Agência Brasília



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.