Pesquisar
Close this search box.

RenovaDF forma mais 1,1 mil alunos e chega a 20,6 mil profissionais qualificados desde 2021

Mais de 1,1 mil alunos participaram da formatura do primeiro ciclo de 2024 do


Mais de 1,1 mil alunos participaram da formatura do primeiro ciclo de 2024 do RenovaDF, nesta quarta-feira (12), no Ginásio do Cruzeiro. Maior programa de capacitação profissional do país, a iniciativa já qualificou mais de 20,6 mil profissionais desde 2021 e contribuiu para a recuperação de 2,3 mil equipamentos públicos do Distrito Federal.

“Esse projeto é para alcançar aquelas pessoas que muitas vezes não tiveram uma oportunidade na vida. Eu sempre falo que a gente precisa de uma oportunidade para virar a chave, para crescer. Não há nenhuma profissão, desde que honesta, que não seja digna”

Celina Leão, vice-governadora

A entrega dos certificados contou com a presença da vice-governadora Celina Leão. Na ocasião, a gestora destacou o viés social do programa. “Esse projeto é para alcançar aquelas pessoas que muitas vezes não tiveram uma oportunidade na vida. Eu sempre falo que a gente precisa de uma oportunidade para virar a chave, para crescer. Não há nenhuma profissão, desde que honesta, que não seja digna”, disse.

O RenovaDF oferece cursos de iniciação profissional aplicados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal (Senai), com duração de 240 horas (três meses), com quatro horas diárias.

A vice-governadora Celina Leão e os secretários José Humberto Pires de Araújo e Thales Mendes participaram da formatura do primeiro ciclo de 2024 do RenovaDF, nesta quarta-feira (12), no Ginásio do Cruzeiro | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

As aulas abordam noções básicas de construção civil e, durante o curso, os alunos têm a oportunidade de recuperar espaços públicos como praças, parquinhos, quadras poliesportivas, campos sintéticos de futebol e vilas olímpicas.

“Grande parte desses estudantes já está no banco de intermediação para a gente começar a oferecê-los para o mercado de trabalho. E aqui é a oportunidade de uma nova profissão, um momento diferente da vida de cada um e para que eles possam, de fato, ocupar as vagas que estão surgindo aí no mercado da construção civil”, acrescentou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Thales Mendes.

Secretário Thales Mendes: “Aqui é a oportunidade de uma nova profissão, um momento diferente da vida de cada um e para que eles possam, de fato, ocupar as vagas que estão surgindo aí no mercado da construção civil”

Além da entrega dos certificados, a formatura marcou, também, o dia em que os alunos recebem a bolsa-auxílio no valor de um salário mínimo pela participação no curso. Os participantes também têm direito a auxílio-transporte, seguro contra acidentes pessoais, lanche e um kit uniforme composto por camiseta, bota, capa de chuva, garrafa d’água, boné e equipamento de proteção individual.

Igor de Souza se emocionou ao receber o certificado: “O RenovaDF me ajudou bastante nesta fase da vida que eu estava. A bolsa foi tudo para mim, eu estava precisando”

Vidas transformadas

Entre os formandos do primeiro ciclo do RenovaDF, está Rosália Cardoso, de 32 anos. Estudante de letras, ela conta que se apaixonou pela jardinagem durante o curso: “Já quero aplicar o que aprendi na minha casa e tenho planos para essa área no futuro.”

A aluna conta que o programa a ajudou em momento de dificuldade. “Foram três meses marcados de muitos obstáculos, mas também carregados de muita experiência, de muito aprendizado. Foi muito importante participar desse ciclo e a ajuda da bolsa também fez toda diferença”, disse.

Igor de Souza, 30, também participou desta edição do programa. Nesta manhã, ele se emocionou a receber o certificado: “Eu estou desempregado no momento e pretendo sempre estar conquistando uma melhora para a minha qualidade de vida. O RenovaDF me ajudou bastante nesta fase da vida que eu estava. A bolsa foi tudo para mim, eu estava precisando”, avaliou.

Próximo ciclo

Com o primeiro ciclo já encerrado, o RenovaDF está com vagas abertas para a próxima edição do programa. Serão 1,5 mil oportunidades, sendo 300 reservadas para pessoas em situação de rua. Esta inclusão é uma tentativa de ampliar o alcance social do programa e proporcionar oportunidades a uma das populações mais vulneráveis da sociedade.

Ao final do curso, 20% dos alunos terão a chance de participar de um estágio remunerado, com duração de 90 dias, onde poderão aplicar os conhecimentos adquiridos de maneira prática e vivenciar o ambiente profissional real.



Fonte: Agencia Brasília

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.
Pesquisar
Close this search box.

BUSCAR

MENU