Pesquisar
Close this search box.

Restaurantes comunitários passam a aceitar Pix

Antes, o pagamento das refeições poderia ser realizado apenas com dinheiro. Algumas unidades também


Antes, o pagamento das refeições poderia ser realizado apenas com dinheiro. Algumas unidades também aceitavam cartão de débito

A partir desta sexta-feira (02), todos os 16 restaurantes comunitários do Distrito Federal passam a aceitar o pagamento via Pix. Prevista na lei nº 7.300/2023, a medida passou a valer para pagamento de todas as refeições servidas nas unidades.

Frequentadora há cinco anos do Restaurante Comunitário da Estrutural, Ester Silva dos Santos, 38 anos, ficou satisfeita. “Muitas vezes, nós não temos dinheiro em mãos e é complicado conseguir um troco para almoçar. Agora, ficou maravilhoso para nós”, comemora. Ester é gari e almoça de segunda a sábado com os colegas do trabalho na unidade da Estrutural. “Pretendo só usar o Pix a partir de agora.”

Antes, o pagamento das refeições poderia ser realizado apenas com dinheiro. Algumas unidades também aceitavam cartão de débito. Com o Pix, o cidadão terá mais uma opção para ter acesso a alimentação nos restaurantes comunitários.

“O pagamento via Pix já faz parte do dia a dia da população porque facilita o pagamento dos serviços. Mesmo com refeições a preços acessíveis, para muitas famílias é complicado sacar dinheiro antes de almoçar, tem a dificuldade do troco também. Essa possibilidade de pagamento via Pix, além de trazer mais conforto para os nossos usuários, facilita o acesso deles à segurança alimentar e nutricional por meio de uma alimentação saudável que é servida nos restaurantes”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra.

Pela nova lei, as empresas terceirizadas que administram os restaurantes, sob a gestão da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), são responsáveis por viabilizar a nova modalidade de pagamento em todas as unidades. Para informar a população, foram instaladas placas de sinalização nos caixas, indicando o pagamento por Pix e os passos para a utilização dessa modalidade.

“Cheguei aqui e não sabia que podia pagar com Pix. Inclusive, antes de vir, corri atrás para trocar dinheiro e poder pagar o almoço. Com certeza, eu vou aproveitar isso, porque é a coisa mais rara eu ter dinheiro em espécie. Facilitou demais”, enfatiza o motorista Cicero da Silva Pereira, de 63 anos, também frequentador assíduo do Restaurante Comunitário da Estrutural.

As informações são da Agência Brasília


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.