Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net

Rollemberg lança o Cidades Limpas no Riacho Fundo I

Força-tarefa coordenada pela Secretaria das Cidades fica na região até o dia 30. Móveis e outros objetos sem uso serão recolhidos pelas equipes do programa, basta deixá-los na porta de casa

A partir desta segunda-feira (26), a força-tarefa do Cidades Limpas, articulada pela Secretaria das Cidades, estará no Riacho Fundo I. O lançamento da 17ª edição do programa do governo de Brasília ocorreu na manhã de hoje, no estacionamento do conselho tutelar.

A partir desta segunda-feira (26), a força-tarefa do Cidades Limpas, articulada pela Secretaria das Cidades, estará no Riacho Fundo I. O governador Rodrigo Rollemberg acompanhou o início dos trabalhos.
A partir desta segunda-feira (26), a força-tarefa do Cidades Limpas, articulada pela Secretaria das Cidades, estará no Riacho Fundo I. O governador Rodrigo Rollemberg acompanhou o início dos trabalhos. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

O governador Rodrigo Rollemberg acompanhou o início dos trabalhos. “A gente espera o apoio da comunidade para manter as cidades limpas. Esse tipo de ação, além de deixar o ambiente mais agradável para a população, reduz os casos de doenças, principalmente da dengue, do zika vírus e da chikungunya.”

Até 30 de junho, 303 trabalhadores de 15 órgãos envolvidos estarão focados em serviços de limpeza, conservação e revitalização. “O Cidades Limpas é um mutirão, mas esses serviços são prestados com perenidade nas regiões durante todo o ano”, ressaltou o secretário das Cidades, Marcos Dantas.

Nesta semana, haverá ainda poda de árvores, capina, roçagem, tapa-buracos e troca de lâmpadas queimadas em locais que foram mapeados pela administração regional a partir de demandas dos moradores.

“A gente espera o apoio da comunidade para manter as cidades limpas. Esse tipo de ação, além de deixar o ambiente mais agradável para a população, reduz os casos de doenças, principalmente da dengue, do zika vírus e da chikungunya.”Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Recuperação de sinalização de trânsito e visitas domiciliares para o manejo ambiental e combate ao mosquito Aedes aegypti também serão feitas.

Um dos locais beneficiados nesta edição será a Praça Ayrton Senna, na QS 14, que receberá revitalização com podas de árvores e reparos na iluminação pública.

Nesta segunda e terça-feira a força-tarefa ainda fará o recolhimento de materiais como móveis e objetos sem qualquer tipo de utilidade para o morador. Para colaborar, a população deve fazer seleção do que quer descartar e deixar os itens em frente de casa.

Lançado em novembro do ano passado, o programa Cidades Limpas já passou pelas seguintes regiões: Gama, Itapoã, Paranoá, Estrutural, Planaltina, São Sebastião, Brazlândia (duas vezes), Ceilândia (duas vezes), Guará, Sobradinho, Sobradinho II, Taguatinga, Fercal, Vila Planalto e Samambaia.

Desativação do Lixão da Estrutural

Na cerimônia desta manhã, o governador destacou alguns avanços na área da limpeza pública, importantes no processo de desativação do Lixão da Estrutural, como o contrato assinado em 2016 com quatro organizações de catadores para coleta seletiva em cinco regiões; e a assinatura, no dia 20, de contratos com as nove cooperativas e associações selecionadas para os serviços de recuperação de resíduos sólidos (recepção, triagem, prensagem, enfardamento, armazenamento e comercialização). Além do que receberão pela venda, os catadores terão direito a R$ 92 por tonelada comercializada.

Rollemberg ressaltou ainda seleção semelhante em andamento pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Cooperativas ou associações de catadores de recicláveis e reutilizáveis têm até 30 de junho para se candidatar para prestar serviços voltados ao processamento e à comercialização desse tipo de material. Nesse caso, elas trabalharão em galpões de triagem que estão em processo de locação pelo governo.

Aguarde a galeria de fotos.

EDIÇÃO: PAULA OLIVEIRA

PUBLICIDADE

COMENTE

A responsabilidade do comentário é do autor da mensagem e não representa a opinião do Portal Agita Brasília.