Três condutores são presos em operação por dirigirem embriagados

17/02/2015. Crédito: André Violatti/Esp. CB/D.A Press. Brasil. Brasília - DF. Etilômetro utilizado na blitz do Detran-DF durante o carnaval.

A ação do Detran, em parceria com a Polícia Militar, no Setor de Motéis e Bares, em Taguatinga, e abordou cerca de 182 condutores

Crédito: André Violatti/Esp. CB/D.A Press.

Em operação do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran), em conjunto com a Polícia Militar, três pessoas foram presas por dirigem embriagadas. A ação durou três horas e meia, entre a sexta-feira (6/10) e o sábado (7/10), no Setor de Motéis e Bares, em Taguatinga, e abordou cerca de 182 condutores.

Além dos três suspeitos, as corporações autuaram 38 motoristas que também estavam dirgindo sob o efeito de álcool. Ao todo, foram 19 veículos removidos ao depósito do Detran. Outros cinco condutores foram pegos sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e um com a carteira suspensa.
Legislação
A lei brasileira determina que a tolerância para álcool e direção é zero. A partir de 0,34 mg de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões, a ação já é considerada crime. Além da punição administrativa, de multa de R$ 2.931,70, o condutor perde sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), tem o direito de dirigir suspenso e responde a processo criminal.

COMENTÁRIOS