Pesquisar
Close this search box.

UBS 7 do Gama recebe nova sede

Na obra, foram investidos R$ 8,1 milhões, com serviço executado pela Companhia Urbanizadora da


Na obra, foram investidos R$ 8,1 milhões, com serviço executado pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap)

A nova Unidade Básica de Saúde (UBS 7) do Gama foi inaugurada nesta terça-feira (19). O local, antiga sede do Centro de Saúde nº 8, fechado desde 2015, dobrará os atendimentos na região, com benefício direto para os moradores do Setor Central e outras áreas do Gama e Santa Maria. Esta é a maior UBS do Distrito Federal e um dos principais pontos de apoio da Região de Saúde Sul.

A inauguração contou com a presença do governador Ibaneis Rocha. Na obra, foram investidos R$ 8,1 milhões, com serviço executado pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Antes de passar para o novo endereço, no Setor Central, a UBS 7 funcionava de forma improvisada nas dependências do Estádio Bezerrão. Agora, passa a contar com um espaço de atendimento de acordo com os padrões da Secretaria de Saúde (SES-DF).

Durante a visita ao local, o governador Ibaneis Rocha enumerou obras de infraestrutura na cidade, de feira até calçadas, e também o que foi já foi entregue na Saúde, a exemplo da UPA, e o que ainda precisa ser feito. “Por diversas vezes estive no Gama, e havia um pedido da população por essa UBS, com a qual os moradores têm um vínculo afetivo. É a maior UBS do DF, e sabemos que as melhorias na saúde do Gama são urgentes. Esperamos lançar no nosso governo a construção de um novo hospital do Gama, que se tornou antigo e obsoleto. A necessidade é a construção de um novo hospital”, disse o governador.

Essa é a décima primeira UBS entregue pelo governo desde 2019. Já foram investidos mais de R$ 38,9 milhões nessas unidades, que, juntas, possuem capacidade de atendimento para mais de 200 mil pessoas. As estruturas inauguradas ficam no Paranoá Parque (UBS 3) e em Planaltina (UBS 8 e UBS 20), Ceilândia (UBS 15), Recanto das Emas (UBS 5), Jardins Mangueiral (UBS 1), Samambaia (UBS 11), Fercal (UBS 3),Sobradinho II (UBS 7) e Riacho Fundo II (UBS 5).

O que foi feito

Para ficar de cara nova e voltar a receber a população, a UBS teve toda a edificação reestruturada, os ambientes internos foram redistribuídos e a fachada e a cobertura foram renovadas. A área total construída é de 1,8 mil metros quadrados, o que faz da unidade a maior do Distrito Federal.

“Isso aqui era uma obra inacabada, e o esqueleto de obra pública é um negócio que incomoda todo mundo. Essa UBS foi construída com muito cuidado porque nós preservamos a estrutura física do Centro de Saúde. É um projeto novo, uma nova concepção. Não é nenhum exagero chamar isso aqui de hospital, porque é um hospital; em muitos lugares, seria um belo hospital”, avalia o diretor-presidente da Novacap, Fernando Leite.

A população do Gama conta com cinco equipes de Saúde da Família e atendimentos odontológicos completos, proporcionando cuidado integral com a saúde bucal. Além disso, haverá serviços de acupuntura, ginecologia, clínica médica e pediatria.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A unidade também abrigará seis consultórios odontológicos do Centro Especializado de Odontologia, além de laboratórios para fazer as coletas, centrifugações e realização dos exames.

Haverá ainda uma equipe de consultório na rua para cuidar da população em situação de vulnerabilidade da região sul do Gama. Cada equipe de estratégia estará representada por uma cor, que remete às cinco cores de ipês que existem na capital.

“Nessa unidade nós vamos ter a entrega de toda a carteira de serviço da Atenção Primária em Saúde, desde a prevenção, diagnóstico e acompanhamento do nosso paciente. Temos que agradecer a todos os trabalhadores que, durante todos esses anos, ficaram de maneira improvisada no estádio, cuidando da população com excelência”, afirma a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio. “Agora, nós estamos vindo com a farmácia ampliada, entrega de psicotrópicos, dois guichês, sala de curativos, sala de procedimentos, vacinação, consultórios médicos, consultórios de enfermagem e as práticas integrativas.”

Comunidade agradece

A nova unidade vai beneficiar diretamente cerca de 20 mil moradores do Gama, entre eles Luiz Antônio Bueno. Além de enfermeiro, ele é pai da pequena Heloísa, que tem um ano de idade.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“É ter mais acesso, um local mais próximo à comunidade, um serviço odontológico de qualidade. A equipe vai ter uma ampliação de território, toda uma estruturação, e quem ganha é a população. Enquanto pai, a emoção é um pouquinho maior, porque é uma herança que fica para ela [Heloísa] – principalmente a vacina, que é tão importante, ter mais um ponto de acesso. Saber que tem mais uma equipe atendendo ela, como pai, é uma emoção diferenciada”, admite.

A aposentada Graça Maia mora há mais de 30 anos no Gama. Ela conta que utilizava os serviços do posto antigo, instalado provisoriamente no Estádio do Bezerrão, e que a nova UBS traz muito mais vantagens. “Na época em que eu fazia acupuntura eu me sentia muito bem; faz falta, vai ser muito bom ser aqui e mais perto”, comenta.

A região administrativa do Gama está, atualmente, com 200 mil habitantes. Segundo a administradora da cidade, Joseane Feitosa, a obra é uma demanda antiga da população, que esperava havia mais de cinco anos pela entrega da nova unidade de saúde. “O prédio estava abandonado, precisando dessa força do nosso governador Ibaneis, juntamente com a nossa comunidade. A gente também já entregou a UPA do Gama, que era também uma demanda antiga”, lembra a administradora.

As informações são da Agência Brasília


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: JBR

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.