Pesquisar
Close this search box.

Violência doméstica é debatida no programa Mulher nas Cidades

Com o objetivo de oferecer serviços gratuitos de saúde e assistência jurídica à população


Com o objetivo de oferecer serviços gratuitos de saúde e assistência jurídica à população feminina de Samambaia, o programa Mulher nas Cidades desembarcou no estacionamento do Estádio Rorizão. Os atendimentos começaram na segunda-feira (8) e vão até esta sexta-feira (12). O penúltimo dia do programa contou com a presença da vice-governadora Celina Leão, que discursou sobre violência doméstica e empoderamento feminino.

A vice-governadora Celina Leão esteve no Mulher nas Cidades em Samambaia: “Aqui, essas mulheres podem ter liberdade para compartilhar suas mágoas, porque nós temos pessoas capacitadas para receber essas demandas” | Fotos: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

“Quando a gente pensou nesse programa foi justamente com o objetivo de levar os serviços às comunidades. Muitas vezes, as mulheres ficam perdidas, elas querem aprender e falar sobre a violência, mas não sabem como. E esse programa tem sido um sucesso. Aqui, essas mulheres podem ter liberdade para compartilhar suas mágoas, porque nós temos pessoas capacitadas para receber essas demandas”, afirmou Celina Leão.

A fisioterapeuta Thais Ferreira aproveitou o programa para fazer consultas médicas de rotina: “É muito bacana essa iniciativa”

Com o apoio da Secretaria da Mulher do Distrito Federal (SMDF), o programa já passou por Santa Maria, Estrutural, Paranoá, Itapoã e Ceilândia. O Mulher nas Cidades atende o público feminino em sete eixos: Saúde, Desenvolvimento social, Desenvolvimento econômico e trabalho, Justiça e cidadania, Educação, Cultura e Qualidade de vida. Além dos serviços voltados às mulheres, o projeto também oferece atividades para crianças, como jogos educativos, salas de leitura e oficinas pedagógicas.

“Durante o programa, nós ofertamos amplos atendimentos. Temos consultas nas áreas da odontologia, oftalmologia, clínica médica, além de vários cursos e palestras, trazendo tudo que há de mais completo para as mulheres do DF”, defendeu o assessor especial da Secretaria da Mulhe,r Márcio Batista.

Dona de casa, Talita Muniz fez curso gratuito de design de cílios durante a passagem do programa por Samambaia

A fisioterapeuta Thais Ferreira, 32 anos, aproveitou a oportunidade para fazer exames de rotina. Ela elogiou o acesso itinerante aos serviços prestados pelo GDF. “Eu vim fazer consultas médicas para acompanhamento. Estou sem convênio médico e estava com dificuldade para marcar consulta devido ao meu trabalho. Quando vi esse programa aqui, fui pesquisar e consegui fazer o meu agendamento. É muito bacana essa iniciativa”, avaliou.

Já a dona de casa Thallyta Eduarda Muniz, 25, se inscreveu para participar de um curso de capacitação. “Eu estou fazendo o curso de design de cílios. Está sendo muito interessante porque é difícil de encontrar e, além de tudo, é gratuito. É uma oportunidade muito boa para a gente se inserir no mercado de trabalho, ajudar a família e se manter, ter uma profissão”, destacou.

O programa começou em 5 de fevereiro e seguirá até 28 de junho, percorrendo, de forma itinerante, 12 regiões administrativas: Planaltina, Arapoanga, Sobradinho II, Paranoá, Itapoã, São Sebastião, Guará, Estrutural, Brazlândia, Ceilândia, Samambaia e Santa Maria. As atividades serão promovidas durante cinco dias em cada local, das 8h às 18h. São esperados cerca de 5 mil atendimentos à comunidade em cada localidade, totalizando cerca de 50 mil mulheres assistidas em todo o DF, ao fim do programa.



Fonte: Agencia Brasília

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.
Pesquisar
Close this search box.

BUSCAR

MENU