Pesquisar
Close this search box.

Arte e diversão valorizam culturas afro-brasileira e indígena no CEI 1

Dia de festa no Centro de Educação Infantil (CEI) 1 de São Sebastião, conhecido

Dia de festa no Centro de Educação Infantil (CEI) 1 de São Sebastião, conhecido como Centrinho. Neste sábado (7), ocorreu a celebração do XI Projeto de Valorização das Culturas Afro-brasileira e Indígena – iniciativa realizada pela escola desde 2013. O evento foi marcado por brincadeiras, apresentações de capoeira, carimbó, maracatu, percussão, entre outros ritmos, além de exposição das pinturas, desenhos e esculturas feitas pelos estudantes.

Uma das apresentações que emocionou a plateia foi sobre o livro Olelê – Uma antiga cantiga da África, de Fábio Simões. A história conta as aventuras de um velho negro que incentivava seu povo a vencer o mar agitado enquanto entoavam a cantiga Olelê.

Uma das mães que não contiveram as lágrimas foi a auxiliar administrativa Beatriz Tavares, 27. Esta foi a primeira vez que ela viu uma apresentação escolar do filho, o pequeno Murilo, 5 anos. “Mexeu muito comigo. Mostra que ele, e as outras crianças, estão crescendo sabendo da nossa origem, da nossa cultura”, afirmou.

Já a auxiliar de cozinha Mytafa Pierre, 36, conta que se sentiu abraçada com o evento. Mãe da pequena Love Shanaica Casimir, 4, ela é haitiana e veio para o Brasil há sete anos. “Me deixa muito feliz ver que estão ensinando para nossas crianças que todos têm o mesmo valor – o branco, o preto, o amarelo. É muito importante que eles aprendam isso desde cedo”, ressaltou.

O projeto

Fique ligado em tudo o que acontece em Brasília

Cadastra-se para receber atualizações exclusivas, novidades e descontos exclusivos.

Você sabia que o Agita Brasília está no Facebook, Instagram, Telegram, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.